Amazonas

Prefeitura de Presidente Figueiredo gasta mais de 1,2 milhão com empresa do sogro de Patrícia Lopes

A contratação para fornecimento de gasolina e diesel foi feita com dispensa de licitação e aponta indícios de nepotismo.


Redação AM POST*

A prefeitura de Presidente Figueiredo utilizou o estado de emergência da pandemia de covid-19 para contratar com dispensa de licitação, por R$ 1,2 milhão, a empresa de Deusimar Maia da Silva, conhecido como ‘Dedéu’, que é sogro da prefeita do município, Patrícia Lopes (MDB-AM), para fornecer gasolina e diesel a secretarias do município.

Continua depois da Publicidade

De acordo com o portal da transparência da Associação Amazonense dos Municípios a contratação ocorreu no dia 4 de janeiro deste ano, mas o documento que a torna pública só foi postado no dia 19 de abril. O mesmo documento não consta no site oficial da prefeitura de Presidente Figueiredo, como deveria.

De acordo com o documento, a empresa Deusimar M. da Silva & Cia forneceu 70.650 litros de gasolina e 233.957 litros de diesel, por 60 dias. Como retorno, a Prefeitura pagou R$ 1,2 milhões. A gasolina foi vendida com o valor R$ 4,69, e o diesel, R$ 4,02.

O caso aponta indícios de nepotismo e já entrou na mira do Ministério Público de Contas do Amazonas (MPC-AM) que disse apurar a situação e tomar providencias cabíveis.

Continua depois da Publicidade

*Com informações do Em Tempo