Amazonas

Startup amazonense cria projeto de ‘barco voador’ que é 50% mais econômico que as demais aeronaves

O veículo é até 300% mais rápido que as embarcações mais ágeis utilizadas para transporte atualmente na região amazônica.


Redação AM POST

A startup amazonense AeroRiver criou o projeto de um Barco Voador (Ecranoplano) que terá a capacidade de operar na Amazônia com transporte de 10 passageiros ou o equivalente a uma tonelada em carga, com velocidade de cruzeiro em torno de 150 km/h. O veículo é até 300% mais rápido que as embarcações mais ágeis utilizadas para transporte atualmente na região.

Continua depois da Publicidade

De acordo com um dos fundadores da Startup, Lucas Guimarães, que cursa Doutorado em Engenharia Aeronáutica, a decolagem e pouso serão feitos nos rios, utilizando o casco do veículo desenvolvido para esse propósito e pode revolucionar o transporte na Amazônia.

Segundo outro fundador da AeroRiver, Felipe Bortolete, que é doutorando em Engenharia Aeronáutica, o veículo é 50% mais econômico que as demais aeronaves e está pronto para operar até mesmo na época de seca dos rios, podendo, portanto, manter a regularidade no transporte de pessoas e cargas de toda a Amazônia, sempre com a mesma velocidade.

A Aeroriver é uma empresa iniciada em outubro de 2020, a partir do sonho dos 3 fundadores de resolver os problemas logísticos da região Amazônica, que inspirados pelo antigos ecranoplanos da antiga União Soviética, resolveram desenvolver um veículo de efeito solo para vencer as grandes distâncias de maneira rápida e econômica.

Continua depois da Publicidade

O projeto de “barco voador” garantiu o segundo lugar no prêmio ITA Challenge, competição que visa difundir a cultura de empreendedorismo e inovação na comunidade acadêmica.

Maiores informações sobre o AeroRiver podem ser acessadas no site: https://www.aeroriver.com.br/.

Continua depois da Publicidade