TCE- AM lança hino oficial, selo e carimbo em comemoração ao aniversário de 70 anos

A composição que invoca e elogia a história da Corte de Contas é assinada pelo cantor amazonense Chico da Silva.

Redação AM POST

Nesta quarta-feira (14), o Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) completa 70 anos de história. Em celebração, foi realizada uma solenidade especial com a entrega do selo dos Correios e um carimbo em alusão ao aniversário, além do lançamento do hino oficial do Tribunal.

“Os brasões, as bandeiras, os selos são símbolos. E os símbolos surgiram, mesmo antes das palavras. Eles traduzem, é científico, conhecimentos e sensações que as palavras não são capazes de fazer. Daí o porquê desta cerimônia. O selo de 70 anos do TCE-AM condensa, em si, toda a nossa história e todos os nossos sentimentos, os servidores de ontem e de hoje, que ajudaram a construir este extraordinário patrimônio do povo amazonense. A parceria institucional com os Correios, este outro ícone de nosso país, reforça a grandeza do momento, pois terá alcance nacional e, também, nos 192 países participantes da união postal universal”, afirmou o presidente do TCE-AM, conselheiro Mario de Mello.

Continua depois da Publicidade

A solenidade foi realizada de forma híbrida no plenário cenográfico do Museu do Tribunal, com um número limitado de autoridades presentes por conta do distanciamento social para evitar o contágio pelo novo coronavírus e convidados no Plenário Virtual. 

Estavam presentes, entre outros, o governador do Amazonas, Wilson Lima, e o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto. A solenidade foi transmitida, ao vivo, pelas redes sociais do TCE-AM.

“É uma grande satisfação estar aqui representando os Correios. A arte do selo ficou muito linda, representa o nosso Estado e conta a história do Tribunal de Contas. Para selar a parceria com o TCE-AM, a Superintendência dos Correios deixa aqui no museu, uma réplica  do carimbo  para que fique no acervo do Museu”, disse a superintendente estadual de Operações dos Correios do Amazonas, Antônia Rebouças de Oliveira.

Continua depois da Publicidade

Importância do selo e do carimbo

Os selos são de grande importância para uma nação, retratam parte da história do país, os principais fatos acontecidos e para o Tribunal será mais um documento que marca a comemoração dos 70 anos da Corte de Contas. Ele será essencial para a representatividade nacional e internacional, já que irá circular pelos estados e países.

O selo e carimbo passarão a constar nos arquivos e no Museu da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. O selo deste ano obedece uma cronologia a partir dos 60, dos 65 e dos 70 anos do Tribunal.

Continua depois da Publicidade

Hino oficial

Pela primeira vez em 70 anos o TCE-AM terá um hino oficial. A composição que invoca e elogia a história da Corte de Contas é assinada pelo cantor amazonense Chico da Silva.

“Sem dúvidas, compor e interpretar o hino oficial de uma instituição tão bem quista foi um desafio por ser algo que não conheço, mas conversando com os servidores e com o presidente pude compor e contribuir com a imortalização do TCE. É uma satisfação imensurável fazer parte dessa história, estou emocionado e grato pela oportunidade de fazer um hino que possa conversar diretamente com a população, todo artista tem que ter essa ótica humanista e positivista” afirmou Chico da Silva.

Continua depois da Publicidade

O hino será submetido ao Tribunal Pleno para constar em Resolução expedida pela Presidência da Corte de Contas, passando, assim, a fazer parte dos símbolos do Tribunal de Contas do Amazonas.

Livro e vídeodocumentário

Os 70 anos de história do TCE-AM também foram retratados em um livro e um vídeodocumentário lançados nesta quarta-feira. Os dois documentos históricos ficarão à disposição no Museu do Tribunal.

O livro foi entregue ao governador Wilson Lima e ao prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, e estará à disposição da sociedade no site do Tribunal.

O vídeodocumentário, de 23 minutos, foi transmitido durante a solenidade, no auditório da Corte de Contas e também ficará à disposição no site do Tribunal para consulta pública.

* Com informações da Assessoria de Imprensa