Titular da Susam, Simone Papaiz, é presa na Operação Sangria

Investigadores cumprem oito prisões temporárias, além de buscas, apreensões e bloqueio de bens.

Redação AM POST

Investigadores do Ministério Público Federal (MPF) e da Polícia Federal cumprem na manhã desta terça-feira (30) mandados de prisão temporária contra oito pessoas na deflagração da Operação Sangria. Entre os alvos está a secretária de Estado de Saúde, Simone Papaiz. A determinação é do ministro Francisco Falcão, do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A investigação apura a atuação de uma organização criminosa instalada no governo do Amazonas com o objetivo de desviar recursos públicos destinados a atender as necessidades da pandemia de covid-19.

Continua depois da Publicidade

Estão sendo apuradas suspeitas da prática de peculato, delitos da lei de licitações, organização criminosamente, lavagem de dinheiro, e crimes contra o sistema financeiro.

Confira a lista de alvos de prisão temporária:
Simone Araujo de Oliveira Papaiz, secretária de saúde

João Paulo Marques dos Santos, ex-secretário de saúde

Continua depois da Publicidade

Perseverando da Trindade Garcia Filho, ex-secretário executivo adjunto de saúde

Alcineide Figueiredo Pinheiro, ex-gerente de compras da secretaria de saúde

Fábio José Antunes Passos, dono da FJAP Importadora

Continua depois da Publicidade

Cristiano da Silva Cordeiro, dono da Big Trading e Empreendimentos Ltda.

Luciane Zuffo Vargas de Andrade, dona da empresa Sonoar

Renata de Cássia Dias Mansur Silva, sócia da Sonoar

Continua depois da Publicidade