Wilson Lima veta projeto da CPI da Saúde contra nepotismo no Estado

O veto seria votado na sessão desta quarta-feira (21), no entanto, foi retirado da pauta de votação da Aleam, possivelmente por manobra política.

Redação AM POST

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), vetou projeto de lei oriundo da CPI da Saúde que visa proibir a contratação de parentes de secretários de Estado como prestadores de serviços.

O Projeto de Lei 39/2020 foi elaborado e aprovado tendo em vista apontamento da CPI sobre beneficiamento do empresário Luiz Carlos Avelino Júnior, marido da ex-secretária de Comunicação, Daniella Assayag, e sócio da Sonoar – uma das empresas que participaram do esquema de compra de ventiladores pulmonares que, de acordo com investigações da Operação Sangria da Polícia Federal, não serviam para tratar pacientes da Covid-19.

Continua depois da Publicidade

O PL foi aprovado em plenário da Assembléia Legislativa do Amazonas (Aleam) com os votos de deputados da bancada governista.

Como justificativa para o veto total ao PL, Wilson Lima disse que cabe ao Governo Federal legislar sobre normas gerais de licitação e contratação.

Fora da Pauta
O veto seria votado na sessão desta quarta-feira (21), no entanto, foi retirado da pauta de votação da Assembléia Legislativa fato que surpreendeu muitos parlamentares que viram a atitude como manobra política e também estratégia para que o assunto seja esquecido pela imprensa.

Continua depois da Publicidade

A expectativa é que a votação seja realizada na próxima semana mas pode ser retirado de pauta novamente.