Pesquisar por em AM POST

Brasil

Advogado morre ao levar soco enquanto tentava apartar briga

Vítima caminhava pela rua quando presenciou agressões entre dois homens e tentou intervir.

  • Estadão Conteúdo

  • 19/06/2024 às 11:01

  • Leitura em 1 minuto

blank

Foto: Reprodução/Instagram

Um advogado de 72 anos morreu após tentar separar uma briga, levar um soco, cair ao chão e sofrer uma parada cardiorrespiratória. O caso ocorreu em Juiz de Fora, em Minas Gerais, no final da tarde de segunda-feira, 17.

Segundo a polícia, Geraldo Magela Baessa Ríspoli caminhava pela rua Eugênio Fontainha, no bairro Manoel Honório, por volta das 18h, quando presenciou uma briga. Um rapaz de 35 anos, ex-funcionário de uma churrascaria da cidade, brigava com um rapaz de 45 anos que trabalha no mesmo estabelecimento – ambos eram colegas até a demissão do primeiro.

PUBLICIDADE

Ao sair do emprego, esse ex-funcionário processou a churrascaria, e o outro funcionário depôs em juízo a favor da empregadora – contra o ex-funcionário, portanto. Quando os dois se encontraram na rua, aparentemente por acaso, o ex-funcionário partiu para cima do outro. Foi quando Ríspoli passou e presenciou a briga.

O advogado não conhecia nenhum dos envolvidos, mas tentou separar os dois. Então, levou um soco do rapaz de 35 anos, caiu no chão, bateu a cabeça e sofreu uma parada cardiorrespiratória. Pessoas que passavam pelo local chamaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), e os profissionais tentaram reanimar Ríspoli, mas ele morreu ali. Ele foi enterrado nesta terça-feira, 18.

O agressor fugiu, mas acabou preso logo depois – ele tentou se esconder dentro da churrascaria de onde foi demitido.

PUBLICIDADE

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Juiz de Fora emitiu nota lamentando o episódio. “A Diretoria da Ordem reafirma seu compromisso de buscar junto às autoridades competentes a justiça para o caso”, diz trecho.

Estadão Conteúdo 

PUBLICIDADE

O AM Post apoia a causa autista
blank

O autismo não limita as pessoas. Mas o preconceito sim, ele limita a forma com que as vemos e o que achamos que elas são capazes.

- Letícia Butterfield

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank