Pesquisar por em AM POST

Brasil

Caixa paga novo Bolsa Família a beneficiários com NIS de final 4

Além do benefício mínimo de R$ 600, há pagamento de adicionais.

  • Por AM POST

  • 21/02/2024 às 09:00

  • Atualizado em 21/02/2024 às 07:14

  • Leitura em dois minutos

Nesta quarta-feira (21), a Caixa Econômica Federal realiza o pagamento da parcela de fevereiro do novo Bolsa Família aos beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) de final 4. Com o novo adicional, o valor médio do benefício sobe para R$ 686,10, representando um aumento significativo em relação ao valor mínimo de R$ 600.

Segundo dados do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, neste mês o programa de transferência de renda do governo federal alcançará 21,06 milhões de famílias, totalizando um gasto de R$ 14,45 bilhões.

PUBLICIDADE

Além do benefício mínimo, o Bolsa Família contempla três adicionais importantes. O Benefício Variável Familiar Nutriz garante seis parcelas de R$ 50 a mães de bebês de até 6 meses de idade, visando garantir a alimentação adequada das crianças. O programa também oferece um acréscimo de R$ 50 a famílias com gestantes e filhos de 7 a 18 anos de idade, e um adicional de R$ 150 a famílias com crianças de até 6 anos de idade.

No formato tradicional do Bolsa Família, os pagamentos ocorrem nos últimos 10 dias úteis de cada mês. Os beneficiários podem consultar informações sobre as datas de pagamento, o valor do benefício e a composição das parcelas por meio do aplicativo Caixa Tem, utilizado para gerenciar as contas poupança digitais do banco.

Uma mudança importante implementada este ano foi a eliminação do desconto do Seguro Defeso para os beneficiários do Bolsa Família, estabelecida pela Lei 14.601/2023. O Seguro Defeso é destinado a pescadores artesanais que não podem exercer sua atividade durante o período da piracema.

PUBLICIDADE

Além disso, desde julho do ano passado, os dados do Bolsa Família foram integrados ao Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), resultando no cancelamento de aproximadamente 300 mil famílias do programa devido à renda acima das regras estabelecidas. Por outro lado, cerca de 240 mil famílias foram incluídas no programa devido à política de busca ativa, que visa identificar pessoas vulneráveis elegíveis para o benefício.

Atualmente, cerca de 2,29 milhões de famílias estão na regra de proteção, que permite que elas recebam 50% do benefício por até 2 anos, caso consigam emprego e melhorem sua renda, desde que cada membro receba até meio salário mínimo. Para essas famílias, o benefício médio é de R$ 372,45.

PUBLICIDADE

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank