Pesquisar por em AM POST

Brasil

Casal é preso por fraudar chaves Pix em campanhas de doações do RS

Os acusados abriam contas bancárias com documentos falsos e criavam chaves Pix similares às usadas por influenciadores.

  • Por AM POST

  • 13/06/2024 às 12:51

  • Atualizado em 13/06/2024 às 14:02

  • Leitura em 1 minuto

Foto: Divulgação

Nesta quinta-feira (13), uma mulher e um homem, ambos de 50 anos, foram presos em Fortaleza, Ceará, suspeitos de fraudar chaves Pix em campanhas de arrecadação de doações destinadas às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul. A ação criminosa envolvia a criação de contas bancárias com documentos falsos e a geração de chaves Pix quase idênticas às utilizadas por influenciadores que promoviam as campanhas de doação.

De acordo com as investigações, o casal abria contas bancárias usando documentos falsificados e criava chaves Pix que se diferenciavam das verdadeiras por apenas um dígito. Essa alteração mínima confundia os doadores, que, ao cometerem erros de digitação, acabavam enviando o dinheiro para as contas fraudulentas.

PUBLICIDADE

A fraude veio à tona quando seguidores dos influenciadores, que divulgavam as campanhas autênticas, começaram a relatar que os nomes dos destinatários dos Pix não correspondiam aos divulgados. Após essas denúncias, uma força-tarefa do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) iniciou uma investigação detalhada utilizando ferramentas tecnológicas avançadas.

As investigações revelaram que o casal havia criado aproximadamente 235 chaves Pix diferentes. Em maio, eles criaram mais de uma chave por dia, demonstrando a escala e a sofisticação da operação fraudulenta.

Foram emitidos dois mandados de prisão preventiva, e o casal foi preso em flagrante por falsificação de documentos, já que, durante as buscas, foram encontrados documentos falsos utilizados na abertura das contas bancárias. Essas contas eram então usadas para a prática de estelionato virtual.

PUBLICIDADE

Redação AM POST

O AM Post apoia a causa autista
blank

A mente de uma criança com Transtorno do Espectro Autista pode ser associada a um quebra-cabeças. Parece difícil de entendê-la no primeiro momento. Porém, quando utilizamos a metodologia certa as tornamos fácil e percebemos que as dificuldades podem ser superadas.

- Jorge Tertuliano

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank