Pesquisar por em AM POST

Brasil

Caso Robinho: relembre os áudios grampeados usados no julgamento do ex-jogador pela Justiça italiana

Ele foi condenado por estupro coletivo na Itália e vai cumprir a pena no Brasil.

  • Por AM POST

  • 23/03/2024 às 15:40

  • Leitura em dois minutos

Na última quinta-feira (21), o ex-jogador Robinho, 40 anos, que foi detido em Santos (SP) após a Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidir que ele cumpra a pena de 9 anos pelo crime de estupro coletivo no Brasil.

Ele foi condenado por estupro coletivo na Itália e vai cumprir a pena no Brasil. O pedido de homologação da sentença italiana foi feito porque o Brasil não extradita seus cidadãos para cumprir penas no exterior. O caso foi em 2013, em Milão, e a vítima é uma jovem albanesa. A sentença definitiva saiu nove anos depois, em janeiro de 2022, pela mais alta instância da Justiça italiana.

PUBLICIDADE

Uma das peças-chave que culminaram na condenação de Robinho foram os áudios gravados pela Justiça italiana, nos quais o ex-jogador admite ter mantido relações sexuais com a vítima. Esses áudios, obtidos com autorização judicial, foram essenciais durante a sessão do STJ, fornecendo evidências cruciais para a decisão do tribunal.

Durante a sessão, o vice-procurador-Geral da República, Hidemburgo Chateaubriand, leu parte das transcrições dos áudios nos quais Robinho reconhece a relação sexual com a vítima e sugere que ela estava embriagada no momento do ato. Essas revelações lançaram luz sobre o caso e contribuíram para a construção do veredicto.

PUBLICIDADE

Os áudios em questão foram divulgados pelo Uol no ano passado, por meio de episódios de podcast. Essa divulgação ocorreu a pedido do Ministério Público italiano, que obteve autorização judicial para instalar um gravador no carro de Robinho e monitorar suas ligações telefônicas. As conversas obtidas datam do início de 2014, aproximadamente um ano após a ocorrência do crime, e totalizam mais de 10 horas de gravações.

O AM Post apoia a causa autista
blank

O Autismo traz limitações mas, isto não significa incapacidade. Todos temos alguma habilidade.

- Nay Potarcio

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank