Pesquisar por em AM POST

Brasil

CPI das Criptomoedas quer quebrar sigilos de Tatá Werneck e Cauã Reymond

Os atores apareceram em uma propaganda da Atlas Quantum, suspeita de lesar mais de 200 mil pessoas numa pirâmide de R$ 7 bilhões.

  • Por AM POST

  • 16/08/2023 às 17:19

  • Leitura em 1 minuto

Foto: Reprodução/Redes Sociais

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Pirâmides Financeiras avalia quebrar os sigilos bancário, fiscal e telemático (dos celulares) da apresentadora Tatá Werneck e do ator Cauã Reymond.

Os dois foram convocados a prestarem depoimento na terça-feira, 15, sobre suspeitas de fraudes envolvendo investimentos com criptomoedas, mas não compareceram à Câmara dos Deputados após habeas corpus do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) André Mendonça.

PUBLICIDADE

Tatá Werneck e Cauã Reymond apareceram em propaganda da Atlas Quantum, suspeita de lesar mais de 200 mil pessoas numa pirâmide de R$ 7 bilhões. A CPI da Câmara quer saber até que ponto se deu o envolvimento dos dois com a empresa.

Com a negativa do depoimento, agora a CPI vai atrás de detalhes do contrato feito pelos atores com a Atlas.

O jornalista Marcelo Tas, que também fez propaganda para a Atlas Quantum, iria depor nesta quarta-feira, 16. No entanto, apresentou um atestado, alegando problema na garganta, e indicou à CPI que irá depor na próxima semana.

PUBLICIDADE

O habeas corpus dado por Mendonça a Tata Werneck e Cauã Reymond surpreendeu os membros da comissão, uma vez que contrariou o entendimento da Suprema Corte em casos semelhantes e recentes. Em outras CPIs, o STF rejeitava o pedido de não comparecer, mas concedia um habeas corpus para que o depoente pudesse permanecer em silêncio para não se comprometer.

O ministro indicado por Bolsonaro deu o salvo-conduto aos atores indicando que caberia a eles a decisão de comparecer ou não à CPI.

PUBLICIDADE

Para um membro da comissão, a decisão privou os parlamentares do direito de investigar.

Estadão Conteúdo

PUBLICIDADE

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank