Pesquisar por em AM POST

Brasil

Dança erótica de “A travesti” em sala de aula de universidade pública gera polêmica na web; assista

A cena que chamou a atenção de todos foi quando a cantora ficou de quatro em cima de uma carteira durante sua performance.

  • Por AM POST

  • 17/11/2023 às 14:32

  • Atualizado em 17/11/2023 às 14:33

  • Leitura em dois minutos

Um evento acadêmico promovido na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia se tornou alvo de polêmica devido a uma apresentação inusitada. Durante o seminário internacional intitulado “Desfazendo gênero: conferências, mesas redondas, simpósios temáticos, mostras artísticas e muito mais”, a cantora Tertuliana Lustosa, conhecida pelo seu trabalho em “A travestis”, realizou uma apresentação erótica em sala de aula.

A cena que chamou a atenção de todos foi quando a artista ficou de quatro em cima de uma carteira durante sua performance. A letra cantada por Tertuliana no espaço acadêmico também contribuiu para a controvérsia, trazendo versos provocativos, como: “Pede para o maloca dar murro na sua costela. É só uma brincadeira, diga ao pai ‘machuca ela’. Chama a travestis, que vai dar babado, chama o Elipe, que vai dar babado. Vai, maceta esse novinho do prêmio bumbum bolado. Para na posição, chacoalha o rabo. Murro, murro, murro, na costela do viado”.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

O evento ocorreu entre os dias 10 e 14 de novembro e contou com a presença de palestrantes internacionais e diversas atividades relacionadas ao tema de gênero. No entanto, a apresentação de Tertuliana Lustosa gerou uma grande repercussão negativa, levantando questionamentos sobre os limites e apropriados em um ambiente acadêmico.

A Bahia, estado em que ocorreu o seminário, é governada por Jerônimo Rodrigues, membro do Partido dos Trabalhadores (PT). Essa não é a primeira vez que questões controversas envolvendo conteúdo erótico ocorrem no estado. No mês de outubro, o governo Lula, se viu envolvido em uma polêmica semelhante após uma apresentação erótica no Ministério da Saúde. O evento intitulado “Batcu” causou revolta não apenas entre opositores políticos, mas também entre aliados do governo. Como resposta à polêmica, o ministério decidiu criar uma curadoria para evitar que situações semelhantes se repetissem.

Redação AM POST*

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank