Brasil

Empresário Carlos Suarez tem US$ 15,1 milhões bloqueados na Suíça por suspeita de lavagem de dinheiro

Ele é o dono da empresa Manausgás, de capital privado, que detém a maior fatia do capital social da Cigás.

Redação AM POST

O sócio-proprietário da Companhia Amazonense de Gás (Cigás), o empresário Carlos Suarez, teve US$ 15,1 milhões bloqueados pelas autoridades da Suíça, nessa quarta-feira (28), em função de investigações por suspeita de lavagem de dinheiro. Bloqueio foi comunicado ao Ministério Público Federal. A informação é do colunista Lauro Jardim.

Continua depois da Publicidade

Segundo as investigações, as transferências bancárias que irrigaram essa conta foram feitas por “contas de passagem” para “dificultar o rastreamento dos recursos e ocultar o verdadeiro destinatário dos valores”.

Entre essas “contas de passagens”, há pelo menos três que foram usadas para o pagamento de propina a “agentes da Petrobras, notadamente Pedro José Barusco e Renato Duque”.

De acordo com o colunista, o material da Suíça foi enviado à Operação Greenfield, que pediu à Polícia Federal a investigação sobre as suspeitas de lavagem de dinheiro e evasão de divisas no caso. O MPF quer a manutenção do bloqueio dos US$ 15,1 milhões.

Continua depois da Publicidade

Carlos Suarez é o dono da empresa Manausgás, de capital privado, que detém a maior fatia do capital social da Cigás (Companhia de Gás do Amazonas): 83% contra 17% do Governo do Amazonas. A empresa também tem 49% das ações ordinárias da companhia estadual.

No ano passado, o Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) abriu investigação sobre algumas contas, cujo processo ainda não terminou.

Continua depois da Publicidade