Goleiro Bruno diz que dorme com a consciência tranquila e não precisa pedir desculpas a ninguém

Ele cumpre regime semiaberto por homicídio triplamente qualificado e sequestro.

Condenado por um dos crimes que mais chocou o Brasil nos últimos anos, o goleiro Bruno Fernandes afirmou, em entrevista ao Conexão Repórter, do SBT, que dorme “com a consciência tranquila” e que não precisa pedir perdão a ninguém pela morte de Eliza Samúdio, mãe de seu filho.

Dez anos após o crime, Bruno cumpre regime semiaberto por homicídio triplamente qualificado e sequestro.

Continua depois da Publicidade

– Não [devo pedir perdão para ninguém]. Todas as pessoas que pedi perdão já me perdoaram. Durmo com a minha consciência tranquila – disse ao jornalista Roberto Cabrini.

Questionado se considera sua condenação justa, o atleta disse que não.

– Lógico que não [foi justa a condenação]. Tem uma pancada de erro. [Não sou um anjo], mas também não fui esse demônio – se defendeu.

Continua depois da Publicidade

Mesmo com as evidências, a participação de amigos na emboscada e a condenação, Bruno diz que “não é o mandante” e que “para a prisão não volta nunca mais”. Ele também duvida da paternidade do filho.

– Não pode falar que é meu filho se não tiver exame de DNA. Se não tem um exame, existe a dúvida. Já pedi na Justiça – disse.

Continua depois da Publicidade

Atualmente, Bruno tenta retomar a carreira no futebol no time do Rio Branco, no Acre, para onde se mudou recentemente com a esposa. O Rio Branco disputa a série D do Campeonato Brasileiro.

Fonte: Pleno.News

Continua depois da Publicidade