Pesquisar por em AM POST

Brasil

Governo do RS cria abrigos exclusivos para mulheres e crianças

A medida ocorre após a onda de saques e violência sexual dentro dos abrigos humanitários.

  • Por AM POST

  • 10/05/2024 às 07:04

  • Atualizado em 10/05/2024 às 10:15

  • Leitura em três minutos

blank

Foto: Defesa Civil/RS

Tragédia no Rio Grande do Sul – Em resposta aos relatos alarmantes de violência sexual em abrigos para desabrigados, a prefeitura anunciou a criação de um abrigo emergencial dedicado exclusivamente ao acolhimento de mulheres e crianças. A medida surge após denúncias de abusos ocorridos em locais que ofereciam refúgio devido às intensas chuvas que assolaram o Rio Grande do Sul.

De acordo com a Secretaria Estadual de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, seis homens estão sob suspeita de cometer abusos sexuais contra crianças. O governador Eduardo Leite confirmou que esses incidentes ocorreram nos abrigos. “Nossas equipes de segurança agiram imediatamente nos casos relatados e as pessoas envolvidas foram presas”, declarou Leite, acrescentando que as vítimas eram crianças parentes dos suspeitos detidos.

PUBLICIDADE

O novo abrigo, a ser instalado no Foro Regional do Partenon, Zona Leste da capital, será estabelecido em colaboração com entidades do Poder Judiciário durante este final de semana. A segurança será uma prioridade nas áreas destinadas a mulheres e crianças, e os demais abrigos também receberão medidas adicionais de proteção. Até o momento, 13.100 pessoas estão abrigadas em 140 estruturas emergenciais na capital.

Antes do anúncio oficial da prefeitura, voluntários já haviam iniciado esforços para criar abrigos exclusivos para mulheres e crianças. A CNN teve acesso a imagens desses locais, que mostravam colchões com roupas de cama e um urso de pelúcia para as crianças, porém, o local não foi divulgado por razões de segurança.

Além disso, a cidade enfrenta uma onda de saques em meio à evacuação de bairros e cidades e à ausência de energia e iluminação noturna. Eldorado do Sul, uma das áreas mais afetadas pelas cheias, está entre as cidades mais atingidas pela criminalidade crescente. Relatos indicam que criminosos estão utilizando motos aquáticas e botes para invadir propriedades.

PUBLICIDADE

Diante desse cenário, o governador Leite reforçou a estratégia de convocar policiais aposentados para auxiliar na segurança, além de solicitar o reforço da Força Nacional. Desde o início da semana, 47 pessoas foram presas por saques e estupros na região metropolitana.

Enquanto isso, o número de desalojados no estado mais que dobrou, ultrapassando 327.000 pessoas, segundo a Defesa Civil estadual. O desastre afetou 1,74 milhão de gaúchos de diversas maneiras, incluindo a perda de residências, falta de serviços básicos e, infelizmente, um número significativo de fatalidades, desaparecidos e feridos.

PUBLICIDADE

A ministra da pasta das Mulheres está planejando uma visita ao estado e a implementação de outras ações para enfrentar essa crise humanitária sem precedentes.

Redação AM POST

PUBLICIDADE

O AM Post apoia a causa autista
blank

O Autismo é ver o mundo de um outro jeito, e cada um de nós temos que achar um jeito de entender as diferenças.

- Dr. Leonardo Maranhão

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank