Homem é preso após incitar assassinato de Jair Bolsonaro

O polícia também investiga outros três usuários de redes sociais que responderam às publicações do homem preso.

Nesta quinta-feira (4), a Polícia Militar de Minas Gerais (MG) prendeu um homem de 24 anos, na cidade de Uberlândia, após ele “incitar”, pelo Twitter, a população a atentar contra a vida do presidente Jair Bolsonaro. O caso foi encaminhado à Polícia Federal (PF). A informação foi dada pelo jornal O Estado de Minas.

Na quarta-feira (3), o homem preso falou sobre a passagem de Bolsonaro pelo município hoje e incitou outros usuários a virarem “herói nacional”.

Continua depois da Publicidade

– Gente, Bolsonaro em Udia amanhã… Alguém fecha virar herói nacional? – escreveu o homem.

Em outra publicação, ele falou sobre o governador de Minas Gerais.

– Atualização: o [governador Romeu] Zema estará também. Olha a oportunidade aí, meus amigos – apontou.

Continua depois da Publicidade

As publicações foram identificadas pelo serviço de inteligência da PM como “propaganda e incitação à prática de crimes contra a integridade física e a vida do presidente da República Jair Messias Bolsonaro, com promessas de que tais ameaças se concretizariam durante a sua passagem” pela cidade de Uberlândia.

O homem foi preso e disse à PF que sua publicação foi feita em tom de humor sem qualquer ameaça.

Continua depois da Publicidade

A polícia também investiga outros três usuários de redes sociais que responderam às publicações do homem preso. Cada um deles ameaçou Bolsonaro: “Só preciso da arma”; “Bolsonaro, se vier a Uberlândia, voltará pra casa num caixão. Não é ameaça é comunicado”; e “Bolsonaro em Uberlândia amanhã. Né possível que não tem um sniper nessa cidade. Aqui produz tanto maluco, um lúcido e armado, seria demais? Nunca te pedi nada, Deus”.

Fonte: Pleno.News

Continua depois da Publicidade