Homem que estuprava crianças enquanto pais estavam em cultos vira réu

Ele se voluntariava para cuidar dos pequenos durante cultos religiosos. As vítimas tinham entre 6 e 10 anos.

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) indiciou um homem de 50 anos, obreiro de uma igreja evangélica de Planaltina, por estupro de vulnerável. O suspeito teria abusado de pelo menos sete crianças durante os cultos quando se voluntariava para cuidar dos pequenos.

O caso é investigado pela 16ª Delegacia de Polícia (Planaltina). Já no final de 2017, foi registrada uma ocorrência denunciando abusos contra duas crianças, que teriam ocorrido entre 2003 e 2005.

Continua depois da Publicidade

Durante as diligências investigativas, os policiais descobriram outras cinco vítimas do mesmo criminoso. Quando se voluntariava para cuidar das crianças nos cultos, ele ficava afastado, no parquinho do local, onde aconteciam os crimes.

Outros abusos foram praticados na casa do homem, quando ele também se propunha a cuidar das crianças enquanto as mães e a própria esposa ensaiavam cantos religiosos. As vítimas tinham entre 6 e 10 anos e incluem até sobrinhas do estuprador.

Segundo a polícia, mesmo passado muitos anos, foi possível colher elementos de prova robustos que comprovam os indícios de autoria e materialidade dos crimes. Assim, a Polícia Civil reforça a importância das denúncias, “não importando quando o fato aconteceu”.

Continua depois da Publicidade

A investigação foi concluída e a denúncia do Ministério Público foi recebida pelo juízo, portanto, o homem agora é réu. De acordo com a PCDF, o Conselho Tutelar de Planaltina e a liderança religiosa da igreja ajudaram na investigação.

*Fonte: Metrópoles

Continua depois da Publicidade