Brasil

Jornalista Boris Casoy apoia Bolsonaro e manda Roberto Alvim para o inferno

Ele não segurou as críticas contra o ex-secretário.


Boris Casoy soltou o verbo contra Roberto Alvim, demitido da Secretaria Especial da Cultura, durante o RedeTV News da última sexta-feira (17). Após uma reportagem de cinco minutos, o âncora não segurou as críticas contra o ex-secretário do Governo Bolsonaro e o mandou para o inferno.

No comentário, o veterano comemorou a decisão do presidente em, segundo ele, ter dado “um pé na bunda” de Alvim. “O discurso foi gravíssimo e o presidente Bolsonaro não perdeu tempo. Fez muito bem. Deu um pé na bunda desse estranho personagem. Alvim pediu desculpas, mas trata-se de um fato imperdoável”, afirmou.

Continua depois da Publicidade

Visivelmente irritado, o jornalista definiu Joseph Goebbels como uma figura sinistra. “Ele usou trechos inteiros, alguns ipsis litteris do pensamento de Joseph Goebbels, uma das figuras mais sinistras do Hitlerismo cujo o único ponto positivo na vida foi meter uma bala na própria cabeça”, declarou.

“E Alvim ainda usou uma trilha sonora de Wagner, compositor predileto de Hitler, que se esmerou em difundir o antissemitismo”, lembrou ele. “Essa fala não se explica, nem se justifica”, completou.

Boris lembrou os soldados brasileiros mortos durante a guerra e mandou Roberto Alvim para o inferno. “Se abate sobre milhares de cadáveres da 2ª Guerra Mundial. Se abate também sobre os cadáveres dos pracinhas brasileiros, mortos na Europa, combatendo o nazismo. Roberto Alvim, vá para o inferno. Nazismo nunca mais!”, enfatizou.

Continua depois da Publicidade

Assista:

Fonte: Terra

Continua depois da Publicidade