Justiça concede semiaberto a Lindemberg Alves, assassino de Eloá Pimentel

O benefício ainda dá direito a saídas temporárias em determinadas datas.

A Justiça de São Paulo autorizou Lindemberg Alves Fernandes, de 34 anos, a cumprir o restante de sua pena em regime semiaberto. Responsável pela morte de Eloá Cristina Pimentel em 2008, o criminoso havia recebido uma pena de 39 anos, 3 meses e 10 dias de prisão.

Na época do crime, Eloá tinha 15 anos e havia terminado o namoro com Lindemberg. Tentando recuperar o amor da vítima, o condenado entrou armado no edifício onde morava a garota, em Santo André, e a fez de refém, assim como outros três amigos com quem ela estava fazendo um trabalho de escola.

Continua depois da Publicidade

Depois de 100 horas de cárcere, Lindemberg matou Eloá com dois tiros e feriu uma amiga, que, mesmo tendo sido libertada por ele, acabou voltando ao local do sequestro a pedido da polícia.

A juíza Sueli de Oliveira Armani pontuou em sua decisão que o acusado mantém bom comportamento na prisão, sem nunca ter registrado infração disciplinar grave. Ela ainda revelou que ele obteve resultados favoráveis nos testes psicológicos e de periculosidade. “A medida funcionará como um mecanismo facilitador de ressocialização”, afirmou. “Embora se trate de um regime prisional mais brando, ainda é bastante vigiado e possibilita a observação da evolução do detento em um retorno gradativo à sociedade”, disse.

O Ministério Público se posicionou contra a mudança para o semiaberto. Comentou que o crime cometido mostra que Lindemberg tem personalidade distorcida. “Nenhuma pessoa, senão motivada por desvio de caráter de personalidade ou transtorno mental, cometeria uma prática tão brutal”, relatou à Justiça o promotor Luiz Marcelo Negrini de Oliveira Mattos.

Continua depois da Publicidade

No regime semiaberto o detento tem direito de trabalhar e frequentar cursos profissionalizantes, de 2º grau ou superior, durante o dia, regressando à noite para a unidade prisional. O benefício ainda dá direito a saídas temporárias em determinadas datas.

Fonte: Istoé

Continua depois da Publicidade