Pesquisar por em AM POST

Brasil

Klara Castanho vence processo contra Antonia Fontenelle e será indenizada em R$ 50 mil

A influenciadora foi condenada a pagar a indenização por exposição pública indesejada.

  • Por AM POST

  • 25/06/2023 às 10:16

  • Leitura em três minutos

A atriz Klara Castanho alcançou uma significativa vitória na tarde de sexta-feira, 23, em ação judicial contra Antonia Fontenelle. A influenciadora foi condenada a pagar uma indenização de R$ 50 mil a Klara por exposição pública indesejada, relacionada a um abuso sexual que culminou em uma gravidez.

A bolsonarista Antonia Fontenelle, que já pleiteou uma vaga de deputada federal pelo Rio de Janeiro, foi acusada de infringir a privacidade de Klara, ao revelar publicamente a violência sexual sofrida pela atriz e a consequente entrega de seu bebê para adoção. A decisão foi proferida pela juíza Flávia Viveiro de Castro, da 2ª Vara Cível da Barra, na zona oeste do Rio de Janeiro, mas ainda cabe recurso.

PUBLICIDADE

Durante o processo, Klara se emocionou ao assistir trechos da transmissão ao vivo na qual Fontenelle a critica por entregar o recém-nascido, fruto da violência sexual, para adoção. A influenciadora chegou a acusar a atriz de “abandono de incapaz”.

A sentença foi proferida com base na live, na ofensa aos princípios da dignidade da pessoa humana e na ausência de solidariedade da ré.

Processo criminal continua
Além do processo por danos morais contra Fontanelle, Klara Castanho também abriu uma queixa-crime contra Leo Dias, Antonia Fontenelle e Adriana Kappaz, conhecida como Dri Paz, por calúnia, difamação e injúria. As acusações se baseiam na exposição da atriz em notícias publicadas na internet.

PUBLICIDADE

Klara foi obrigada a vir à publico revelar o que aconteceu após as publicações. Em junho do ano passado, ela publicou o que chamou de “o relato mais difícil da minha vida”, revelando que sofreu um estupro, engravidou e entregou o bebê para adoção. A confissão foi feita após a notícia se espalhar com exposição da atriz.

A defesa da atriz alegou que o Leo Dias injuriou a artista ao inferir “que Klara Castanho seria uma atriz ‘que vende uma imagem que todo mundo acha que é santinha’, que tem uma ‘história de trama’ e que o que ela fez é de ‘perder a fé na humanidade'”.

PUBLICIDADE

Fontenella foi ainda pior. “Ela não quis olhar para o rosto da criança”, afirmou a influencer bolsonarista no YouTube, classificando a história como “monstruosa” e crime. “Parir uma criança e não querer ver e mandar desovar para o acaso é crime, sim, só acha bonitinho essa história de adoção quem nunca foi em um abrigo, ademais quando se trata de uma criança negra. O nome disso é abandono de incapaz”, declarou.

Dri Paz seguiu na mesma linha, publicando na rede social Kwai um vídeo “imputando” o crime de abandono de incapaz a atriz. Ela teria afirmado que a jovem pagou para “sumirem com a criança”, o que configura difamação e calúnia.

PUBLICIDADE

Klara seguiu todos os trâmites e agiu de acordo com a lei para doar o filho fruto de estupro, e jamais pretendeu que o caso viesse à público.

O pedido de condenação exige que Leo Dias, Antonia e Adriana cheguem a um acordo com o Ministério Público, aceitando cumprir a pena de maneira imediata, que poderá resultar desde multas até serviços comunitários.

Fonte: Terra

O AM Post apoia a causa autista
blank

Hoje aprendi que à manifestação de carinho mais sincera é o de uma criança com Autismo! Estes anjos, tem a felicidade de ser veraz, não afetando-se com o meio.

- Winaldario Santos

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank