Pesquisar por em AM POST

Brasil

Músico preso no Rio de Janeiro é suspeito de envolvimento com o Hezbollah, Diz PF

Em depoimento, homem negou ser aliciado para ataques terroristas, mas a PF não acredita na versão.

  • Por AM POST

  • 13/11/2023 às 13:51

  • Leitura em 1 minuto

No último domingo (12), a Polícia Federal (PF) prendeu um homem no Rio de Janeiro, identificado como Michael Messias, suspeito de ser recrutado pelo Hezbollah, grupo libanês extremista apoiado pelo Irã e considerado terrorista por vários países, incluindo Estados Unidos, França e Alemanha. Michael Messias, que é músico, teve sua prisão temporária decretada por 30 dias pela Justiça.

Em seu depoimento, Michael confirmou, segundo investigadores, que realizou duas viagens ao Líbano. Ele alegou que essas viagens foram financiadas por Mohamad Khir Abdulmajid, um sírio naturalizado brasileiro, procurado pela Interpol e principal alvo da investigação sobre a ameaça terrorista conduzida pela PF.

PUBLICIDADE

No entanto, Michael negou qualquer envolvimento com o Hezbollah e rejeitou a proposta de colaborar com atividades terroristas. A PF, por sua vez, não acredita na versão apresentada pelo músico.

As investigações agora se voltam para os “intermediários recrutadores”, supostas pessoas contratadas no Brasil por Mohamad. Elas seriam responsáveis por buscar brasileiros interessados em receber dinheiro para integrar células do Hezbollah, atuando nas áreas de logística e inteligência para a execução de atentados.

De acordo com as informações obtidas, um libanês naturalizado brasileiro, também procurado pela Interpol e atualmente em Beirute, estaria liderando, juntamente com Mohamad, todo o esquema de recrutamento para o Hezbollah, segundo fontes ligadas às investigações da PF.

PUBLICIDADE

O AM Post apoia a causa autista
blank

Autismo: Todos na mesma maré, mas em embarcações diferentes.

- Gretchen Stipp

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank