Brasil

Veja vídeo: Médico é afastado por chamar mãe de criança internada de ‘porca’

A polêmica começou quando a mulher fez um vídeo informando que havia encontrado larvas em uma sonda colocada no filho.

Redação AM POST*

A Secretaria de Saúde de Alagoas abriu procedimento administrativo e afastou das atividades por pelo menos 30 dias um médico que foi filmado ao chamar de “porca” a mãe de uma criança internada no Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió.

Continua depois da Publicidade

A informação foi dada ontem pelo secretário de Saúde de Alagoas, Alexandre Ayres, por meio de suas redes sociais. O nome do médico não foi informado pelo hospital, que é a maior unidade de urgência e emergência do estado e referência para casos graves.

A polêmica começou quando a mãe da criança fez um vídeo informando que havia encontrado larvas em uma sonda colocada no filho.

Continua depois da Publicidade

O médico então entrou na sala e disse: “Deixe de ser histérica, não seja porca! Isso é falta de limpeza”.

“Porco é o senhor! Chega na minha casa para ver como é… Você não pode falar o que não sabe! Desde ontem estou aqui pedindo para olhar o meu filho. Vocês são médicos irresponsáveis! Não é dessa forma que o senhor tem que falar comigo, porque não sou cachorra”, rebateu a mulher.

Continua depois da Publicidade

Em nota, o HGE informou que a mãe tem se mostrado insatisfeita com a velocidade da evolução clínica do paciente e que a criança “apresenta comorbidades prévias e congênitas associadas, o que tornam o tratamento mais prolongado”. A nota não menciona a questão das larvas terem sido encontradas na criança, como relata a mãe.

*Com informações do UOL