Campanha de vacinação contra Covid-19 é liberada em Manaus por juíza

Em decisão, a magistrada aponta a necessidade de que os atos de vacinação estejam acompanhados de dados cadastrais.

Redação AM POST

Após as secretarias municipal e estadual de saúde repassarem informações sobre o plano de vacinação contra Covid-19 em Manaus, a juíza da da 1ª Vara Federal, Jaiza Maria Pinto Fraxe, determinou nesta quarta-feira (27) que sejam retomadas as aplicações da AstraZeneca/Oxford.

Continua depois da Publicidade

A magistrada havia liberado, ontem (26), a vacinação para o resto do estado, porém, manteve suspensa em Manaus e só poderia ser retomada após o Município apresentar plano conforme diretrizes e regras nacionais, estabelecidas pelo Ministério da Saúde.

Em sua decisão, a juíza aponta a necessidade de que os atos de vacinação estejam acompanhados de dados cadastrais, entre eles o Cadastro de Pessoa Física (CPF), além do nome e idade. Para evitar fraude, a decisão inclui a verificação por foto da carteira de identidade, ou documento pessoal.