Coronavírus

Fiocruz detecta linhagens mais transmissíveis da Ômicron

O relatório é referente ao período de 20 de maio a 2 de junho.


Agência Brasil

A Rede Genômica Fiocruz divulgou, nessa segunda-feira (13), novos dados das linhagens e variantes do coronavírus no Brasil. O relatório é referente ao período de 20 de maio a 2 de junho.

Continua depois da Publicidade

O relatório destaca a substituição da linhagem BA1 pela linhagem BA2 da variante Ômicron e o aumento na detecção de outras linhagens com maior potencial de transmissão.

Paola Resende, virologista e pesquisadora do Instituto Oswaldo Cruz e integrante da Rede Genômica Fiocruz, avalia que a cobertura vacinal foi fundamental para frear o aumento nas hospitalizações e casos graves.

A pesquisadora também reforça a importância de continuar adotando medidas de prevenção para conter a circulação do vírus.

Continua depois da Publicidade

A atualização da Rede Genômica Fiocruz registra ainda sete confirmações de infecção simultânea pelos vírus da covid e também da gripe, além de 69 casos de reinfecção pelo coronavírus, 48 deles associados à Ômicron.

Até o momento a Organização Mundial da Saúde reconheceu dez variantes do coronavírus, classificadas em quatro categorias. Atualmente estão em circulação apenas as variantes de preocupação: Ômicron e Delta.

Continua depois da Publicidade