Coronavírus

Há mais de um mês sem óbitos por Covid, Parintins vira destaque nacional e intensifica vacinação

O município já vacinou 90% da população com a primeira dose.

Redação AM POST*

Parintins, a 369 km da capital amazonense, foi uma das 13 cidades com mais de 100 mil habitantes do Brasil que fecharam o mês de setembro sem registrar óbitos por Covid-19. O cenário reforça a importância dos investimentos feitos pela gestão do prefeito Bi Garcia (DEM) na ampliação da rede de atendimento hospitalar e de incentivo à vacinação da população parintinense, que já está quase 70% com as duas doses do imunizante.

Continua depois da Publicidade

Entre os municípios do Amazonas, somente Parintins e Itacoatiara apareceram no ranking sem mortes em setembro, conforme levantamento inédito realizado pelo pesquisador Wesley Cota, da Universidade Federal de Viçosa (UFV).

A Prefeitura de Parintins tem intensificado, em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), a campanha de vacinação contra a Covid-19. O município já vacinou 90% da população com a primeira dose, um dos maiores índices proporcionais do País e um dos melhores resultados entre os municípios com mais de 100 mil habitantes do Amazonas.

Os dados do levantamento mostram que Parintins está no universo de 43% dos municípios brasileiros que registraram queda na média diária de mortes por Covid-19, em setembro, quando comparado ao mês anterior. Ao todo, 2.389 cidades brasileiras tiveram redução na média diária de óbitos no último mês em relação a agosto.

Continua depois da Publicidade

A coordenadora de Vigilância em Saúde de Parintins, Elaine Pires, reforça o chamado para a população procurar o imunizante, evitando um cenário de volta das mortes pela doença. “Você que ainda não tomou a primeira, a segunda e a dose de reforço, temos vacinas de todas as fabricantes disponíveis para completar o esquema vacinal. É importante que todos se vacinem, para evitar que cenas como as que presenciamos em Manaus e por todo o País se repitam”, ressaltou Pires.

O município ainda dispõe da vacina Coronavac para primeiras doses, voltadas ao público acima de 18 anos. Já os adolescentes de 12 a 17 anos, que ainda não se vacinaram, podem procurar os pontos disponíveis para receber o imunizante da Pfizer. A vacina Astrazeneca também continua disponível para as pessoas que, por algum motivo, ainda não tomaram a segunda dose. A Prefeitura de Parintins também convoca os idosos para a terceira dose, de reforço, que deve ser tomada seis meses após a segunda.

Continua depois da Publicidade

Nesta semana, uma força-tarefa da Prefeitura de Parintins visitou diversas regiões em ambulanchas, promovendo a vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos. Foram disponibilizadas aproximadamente 3,7 mil doses para este público.

*Com informações da Assessoria de Imprensa

Continua depois da Publicidade