Morte de idoso em Manaus não está relacionada com uso de vacina contra Covid-19, garante FVS-AM

O laudo de necropsia aponta que a causa da morte do idoso foi infarto agudo do miocárdio (músculo cardíaco).

Redação AM POST

A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) informou, nesta terça-feira (16/02), que a morte de um homem, de 83 anos, registrado em Manaus no dia 30/01, não tem relação com a dose do imunizante AstraZeneca/Oxford, contra o novo coronavírus (SARS-CoV-2), tomada pelo homem no dia 29/01.

Continua depois da Publicidade

A investigação, como Evento Adverso Pós-Vacinação (EAPV), foi realizada pelo Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais (CRIE), órgão vinculado à Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM); em parceria com a Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT/HDV).

O laudo de necropsia aponta que a causa da morte do idoso foi infarto agudo do miocárdio (músculo cardíaco). Portanto, o óbito foi descartado como ocorrência associada à vacina contra o novo coronavírus.

A FVS-AM acrescenta que o manejo apropriado dos EAPV é essencial para manter o sistema de vigilância sensível, avaliar a segurança do produto e dar resposta rápida a todas as preocupações da população relacionadas às vacinas.

Continua depois da Publicidade

Vacinação
Dados parciais do Programa Nacional de Imunização, da FVS-AM (PNI/FVS-AM) apontam que 204.574 doses foram aplicadas em todo o estado até esta segunda-feira (15/02), sendo 197.680 de primeira dose e 6.894 de segunda dose.

Remessas
Na primeira remessa do Ministério da Saúde, em 18 de janeiro, o Amazonas recebeu 282.320 doses da CoronaVac, do Instituto Butantan em parceria com a chinesa Sinovac. No dia 23 de janeiro, outras 132.500 doses da AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford, da Inglaterra, foram desembarcadas no estado. Em 25 de janeiro, o Amazonas recebeu 44.600 doses da CoronaVac. E em sete de fevereiro, o estado recebeu mais 96.200 doses da CoronaVac.

Continua depois da Publicidade

O Plano Operacional da Campanha de Vacinação contra Covid-19 no Amazonas é desenvolvido pela FVS-AM, com base nas orientações do Ministério da Saúde (MS).

Referência
A FVS-AM é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas e atua no monitoramento de doenças no estado. No controle de infecções, a instituição atua com o Centro de Informações Estratégicas e Resposta em Vigilância em Saúde (Cievs/FVS-AM). A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, Manaus. Os números para contato são: (92) 3182-8550 e 3182-8551.

Continua depois da Publicidade