“Não acredito que quem teve Covid, como eu, não vai ter mais”, diz prefeito Arthur

Prefeito revelou descrença na famosa “imunidade de rebanho” apontada por infectologistas.

Redação AM POST

O prefeito de Manaus Arthur Neto (PSDB) falou sobre a “imunidade de rebanho”, expressão usadas na infectologia que faz referência aos benefícios da aplicação de vacinas recebidos por pessoas que não as tomaram. Para ele, falar nisso é “não enfrentar o problema real”.

“Eu não acredito em imunidade de rebanho. Eu não acredito que quem teve a doença, como eu, não vai ter mais. Essa imunidade dura algum tempo, alguns meses, mas não dura para sempre”, disse Arthur em entrevista ao site “O Antagonista”

Continua depois da Publicidade

Arthur Neto também minimizou hipótese de uma segunda onda de Covid-19 na capital, anunciada por especialistas de órgãos como a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e criticou a reabertura das atividades econômicas no final de junho.

“Eu diria que pode haver uma segunda onda, mas é uma onda bem menor. É para mostrar que o vírus ainda está entre nós. Tem que ter a vacina. Gripe volta”.