Número de faltosos para a 2ª dose das vacinas contra a Covid-19 reduz 37% em Manaus

Cerca de 16.193 ainda não haviam comparecido para concluir o esquema vacinal.

Redação AM POST

A Prefeitura de Manaus vem registrando, na última semana, tendência de queda no número de faltosos para a segunda dose das vacinas contra a Covid-19. No dia 8/6, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) computava 25.889 pessoas que ainda não haviam comparecido para concluir o esquema vacinal. Até as 12h desta quinta-feira, 17/6, esse número havia caído para 16.193, uma redução de aproximadamente 37%, em comparação com a semana anterior, e que representa 5,3% do total de segundas doses aplicadas até esta data.

Continua depois da Publicidade

Das pessoas que receberam a primeira dose da CoronaVac/Butantan, o número caiu de 8.079 para 7.544, e da AstraZeneca/Oxford, de 17.810 há oito dias, para 8.649.

Para a secretária municipal de Saúde, Shádia Fraxe, essa queda significa que as pessoas estão entendendo a importância do fechamento desse esquema vacinal, não só para a proteção individual, mas de toda a sociedade.

“A imunização é a melhor forma de proteção contra a Covid-19, mas só as duas doses garantem isso. Como toda e qualquer vacina, esses imunizantes podem causar algum tipo de reação, mas com certeza não provocarão adoecimento nas pessoas. É fundamental que quem tomou a primeira dose, vá tomar a segunda na data agendada. Caso tenha perdido o prazo, procure nossos postos o mais rápido possível”, alerta.

Continua depois da Publicidade

De acordo com o Ministério da Saúde (MS), o intervalo entre doses recomendado para a CoronaVac deve ser de 28 dias e para a AstraZeneca, de 84 dias.

Do total de 416.126 pessoas que tomaram a primeira dose da vacina AstraZeneca/Oxford, 8.649 já passaram dos 84 dias, intervalo entre as duas doses estabelecido pelo fabricante. Destes, 8.340 estão no grupo de faixa etária dos 18 aos 59 anos, sem comorbidades.

Continua depois da Publicidade

A primeira dose da CoronaVac/Butantan foi aplicada em 196.863 pessoas dos grupos prioritários elencados pelo MS no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19. Do total de 7.544 faltosos para a segunda dose desse imunizante, os maiores números são de trabalhadores da Saúde (3.163), de pessoas com comorbidades (2.102) e de faixa etária (2.055).

A secretária lembra que mesmo com o esquema vacinal completo, a proteção não chega a 100% e a prevenção deve ser permanente. “Independentemente de ter tomado as duas doses, é possível contrair o vírus. A vacina vai evitar as formas graves da doença e reduzir as possibilidades de óbito. As pessoas precisam ter em mente que, mesmo com o esquema vacinal completo, as medidas de prevenção como o uso da máscara, lavagem das mãos, evitar tocar os olhos, manter o distanciamento social devem ser mantidas”, finaliza.

Continua depois da Publicidade

Para facilitar o acesso às vacinas, a Semsa montou postos em todas as zonas da cidade e criou uma plataforma (https://imuniza.manaus.am.gov.br) por meio da qual é feito o agendamento de data, horário e local para o recebimento da dose.

“No Imuniza Manaus é possível, além de fazer o cadastro, ter acesso às informações sobre a data, horário e local agendados seja para a primeira ou segunda dose da vacina”, destaca Shádia.

O único posto que está aplicando a segunda dose da CoronaVac/Butantan é o da Escola de Enfermagem, que fica na rua Teresina, nº 495, em Adrianópolis, que também é exclusivo para o atendimento aos trabalhadores das Forças Armadas e de Segurança e Salvamento. A segunda dose da AstraZeneca/Oxford pode ser encontrada em qualquer um dos outros sete pontos disponibilizados pela Semsa em toda a cidade.