Políticos lamentam morte de Klinger Araújo

O cantor teve 75% dos pulmões comprometidos devido a Covid19.

Redação AM POST

A morte do levantador de toadas do boi Caprichoso, Klinger Araújo, vítima fatal da Covid-19, foi lamentada por vários políticos do Amazonas na tarde terça-feira (29) momentos depois da divulgação da notícia. O cantor estava internado em leito da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Samel Prontocord, na avenida Álvaro Maia, bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul da capital desde o dia 13 de setembro e teve 75% dos pulmões comprometidos.

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, e a primeira-dama e presidente do Fundo Manaus Solidária, Elisabeth Valeiko Ribeiro, manifestaram profundo pesar pela morte do artista parintinense e um dos ícones do folclore amazônico, o boi-bumbá, Klinger Araújo, vítima de complicações provocadas pela Covid-19, causada pelo novo coronavírus.

Continua depois da Publicidade

“Aos 51 anos, Klinger ou o ‘Furacão do Boi’, como era conhecido, deixa a cidade de Manaus e todo o Amazonas de luto e com o coração entristecido. É mais uma vítima dessa doença nefasta e sai de cena, prematuramente, deixando o sentimento de que ele ainda tinha muito a contribuir com nossas manifestações culturais”, disse o prefeito.

O candidato a prefeito de Manaus, Alfredo Nascimento (PL), disse que o artista vai ficar de exemplo para seus fãs pelo talento e bom humor. “Mais uma vida que se foi por conta desse inimigo invisível, o novo coronavírus. Klinger lutou até o fim para vencer essa doença, mas teve complicações e não resistiu. Oro a Deus para que conforte toda a família e fãs neste momento tão difícil em que não foi possível vencer a batalha contra a Covid-19. Fica o exemplo de um artista que alegrou e encantou milhares de fãs com seu talento e bom humor”, disse Alfredo.

Amazonino mendes também lamentou o ocorrido. “O mundo da arte e do encantamento da música dos bumbás de Parintins perdeu um ser humano especial e um artista importante que entra para a história do nosso Estado. Lamento e me entristeço com sua morte, e me solidarizo com seus familiares, amigos e milhares de fãs. O Amazonas inteiro reconhece a imensa contribuição de Klinger Araújo, o nosso ‘Furacão do Boi’, para a nossa cultura e a alegria de nosso povo”, disse.

Continua depois da Publicidade

David Almeida manifestou condolências aos familiares de Klinger Araújo, que segundo ele é um artista da terra que cantou e encantou multidões com a força da sua voz e ganhou respeito com a sua arte, e deste modo, prestou relevantes serviços a cultura do Amazonas como um dos primeiros a levar as toadas de Parintins para o Brasil.