Coronavírus

Prefeitura suspende concessão de licenças e autorizações para realização de eventos em Manaus

Conforme o texto, ficam ressalvados das disposições os eventos esportivos com cobrança de ingresso ao público, que serão objeto de regulamentação específica.


Redação AM POST

A Prefeitura de Manaus suspendeu temporariamente a concessão de licenças e autorizações para realização de eventos na cidade. A medida é válida por 30 dias e foi oficializada por meio do Decreto nº 5.232, publicado na edição do Diário Oficial do Município desta quarta-feira, 19/1. Conforme o texto, ficam ressalvados das disposições os eventos esportivos com cobrança de ingresso ao público, que serão objeto de regulamentação específica.

Continua depois da Publicidade

“Estamos em um momento de subida acelerada de casos da Covid-19 em razão da variante Ômicron e tomamos decisões necessárias para resguardar a saúde da população. Não é hora de realizarmos eventos, o momento é de cuidarmos da saúde de todos”, afirmou o prefeito David Almeida.

O decreto também tornou sem efeito as licenças e autorizações emitidas antes da publicação. As medidas, conforme o subsecretário da Semef, poderão ser reavaliadas, a qualquer momento, de acordo com a situação epidemiológica do Município.

“O decreto tem como objetivo alinhar medidas federais, estaduais e municipais quanto ao combate à Covid-19, evitando, assim, aglomerações e a proliferação do vírus”, ressaltou o subsecretário da Receita da Secretaria Municipal de Finanças e Tecnologia da Informação (Semef), Armínio Pontes.

Continua depois da Publicidade

Teletrabalho
Também em razão da subida de casos de Covid-19, o prefeito David Almeida institui, na última sexta-feira, 14/1, o regime de teletrabalho (home-office) para servidores com idade igual ou superior a 60 anos e os portadores de comorbidades, por 15 dias. O Decreto n° 5.228/2022, que estabelece o teletrabalho foi publicado na edição n° 5.263, do Diário Oficial do Município (DOM).

O teletrabalho, no entanto, não contempla servidores das secretarias municipais de Comunicação (Semcom), Saúde (Semsa), Assistência Social (Semasc), Limpeza Urbana (Semulsp), Infraestrutura (Seminf) e Mobilidade Urbana (IMMU), por serem considerados órgãos com atividades essenciais.

Continua depois da Publicidade