Coronavírus

Vacinação de jovens de 12 a 17 anos com comorbidades no AM depende de liberação do Ministério da Saúde, diz Wilson Lima

Alguns estados já começaram a imunização desse público mas, segundo o governador, abrem muitas brechas para questionamentos.

Redação AM POST

O governador Wilson Lima disse em entrevista a rádio Band News FM, nesta segunda-feira (26), que o Amazonas pretende vacinar jovens de 12 a 17 anos com comorbidades mas aguarda autorização do Ministério da Saúde que já está em tratativas para essa decisão.

Continua depois da Publicidade

“O Ministério está se reunindo inclusive agora para tomar essa decisão. Estamos esperando essa autorização para que a gente possa fazer esse processo para adolescentes e pré-adolescentes com comorbidades”, afirmou.

Segundo Wilson Lima já há uma sinalização do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass) para que essa faixa etária seja vacinada, mas ainda é aguardada uma chancela do Ministério da Saúde, que pode ocorrer ainda hoje.

“Alguns estados já começaram (Mato Grosso do Sul e Piauí), mas abrem muitas brechas para questionamentos, sobretudo dos órgãos de controle. Todas as decisões que tomarmos tem que ser com segurança e orientação”, afirmou Lima.

Continua depois da Publicidade

A estimativa do governador é que toda a população adulta do Amazonas seja vacinada com a primeira dose de imunizantes contra a Covid-19 até o final de agosto.