Cristina Monte

O lado negro do home Office!

O lado bom de trabalhar em casa todo mundo conhece mas nem tudo são flores.

Cristina Monte

A gente acorda mais tarde, toma café sem pressa por não ter que pegar o ônibus e trabalha de casa…parece muito bom pra ser verdade! Esse é o lado bom do home Office ou do teletrabalho, mas, como a gente já sabe, nem tudo são flores! E o lado negro do home Office pode ser bem negro mesmo!

Continua depois da Publicidade

Muitos, mas nem todos
Pra quem acompanha meu trabalho, já sabe que eu me dou muito bem com a modalidade home Office! Sou organizada e consigo manter minha rotina separando – dentro do possível – o que é da vida pessoal e da profissional! E quando a situação desequilibra eu dou um desconto pro lado atingido. Por exemplo, trabalhei demais e o tempo que era pra eu ter feito algo pessoal, não rolou! Então, em alguma oportunidade, desconto um pouco do tempo do trabalho pra fazer aquilo que não consegui anteriormente e vice-versa! Funciona pra mim, mas não pra todo mundo! Tenho recebido alguns questionamentos e percebido que muitos colegas que não estavam acostumados trabalhar de casa têm enfrentado alguns obstáculos!

Separar as estações
Um obstáculo é a falta daquela organização que o escritório impõe: a rotina corporativa! Horário pra tudo, e muita gente se sente confortável e acostumado com isso. Então quando, de repente, a pessoa “perde” a referência do ambiente de trabalho não consegue encontrar um porto seguro pra trabalhar de casa, já que associa a casa como sendo o local para estar com a família e relaxar, por exemplo.

Os mais preocupados, no anseio de produzir e cumprir prazos, acabam exagerando na dose e – como não há horário pra ir embora – estendem as atividades profissionais e não limitam o horário do expediente. Os menos organizados, passam o dia gastando energia atirando pra todos os lados, sem proatividade! Outros, acabam procrastinando, colocando o emprego em risco.

Continua depois da Publicidade

A questão da ergonomia é também um problema! Nem todos dispõem de um local adequado em casa para se instalar. Alguns trabalham na mesa da cozinha, enquanto outros ficam com o computador nas pernas, sentados na cama!
Se no escritório na hora do almoço é só deixar a cadeira e ir ao refeitório, em casa, você pode ser o cozinheiro e então o tempo do almoço já era! Aí aquela horinha que era pra dar uma relaxada vai pro beleléu e o ser retorna mais estressado e cheirando a alho!

Estressados e ansiosos
Mas se tudo isso não bastasse, a situação pode piorar e aí está o perigo do lado negro do home Office: a saúde mental! Uma pesquisa realizada pela rede social corporativa LinkedIn Brasil apresentou dados alarmantes em relação ao alto índice de profissionais ansiosos e estressados trabalhando em home Office.

Continua depois da Publicidade

O LinkedIn Brasil entrevistou 2 mil profissionais, desses 62% estão mais ansiosos e estressados com o trabalho do que antes da pandemia. Já 39% dos entrevistados se sentem solitários devido à falta de interação com os colegas de trabalho. Outro dado que chama à atenção mostra que 68% dos entrevistados – que estão trabalhando de casa – têm trabalhado pelo menos 1 hora a mais por dia, com profissionais chegando a trabalhar até 4 horas a mais/dia (21%) e por aí vai!

São novos tempos que exigem novos comportamentos, reflexões, mudanças e novas posturas, mas é fato que estamos sendo impactados e que será preciso ressignificar muita coisa e adquirir novos hábitos. Talvez, a gente precise buscar mais a segurança interna, aquela do íntimo, do que a externa, já que estamos num momento de imprecisões, incertezas e muitas transformações, que acabam nos deixando mais estressados e ansiosos. Respirar fundo, manter a calma e se sentir bem torna o dia a dia do trabalho melhor e tranquilo, independentemente se estamos no escritório ou no home Office!

Continua depois da Publicidade