Amazonas

Amazonas é reprovado pelo Enem

Segundo pesquisa, o Estado tem o 2º pior ensino público do País.


Os alunos da Escola Estadual Professor Francisco Albuquerque, localizada na avenida Joaquim Nabuco, Centro de Manaus, reclamam que estão sem professores para as disciplinas de física e química desde o ano passado. E provavelmente irão piorar os resultados no próximo exame Nacional de Ensino Médio (Enem), deixando distante a possibilidade de aprovação em uma universidade pública, tendo que arriscar à tão sonhada graduação em uma unidade de ensino particular.

A avaliação é do presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam), Marcos Líbório. De acordo com pesquisa realizada pela consultoria educacional Macedo de Castro, de responsabilidade do senhor George de Castro, o Amazonas é apontado como o segundo pior estado no ranking nacional, com 451,06 pontos, perdendo para o Amapá que tem 446,46 na pontuação.

Continua depois da Publicidade

A formação continuada é prevista nas Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Básica, e responsabilidade do poder público. “ Infelizmente o professor mal recebe seu salário, imagine formação continua”. Retrucou George Castro.

Falta

“Falta investimentos no professor e na estrutura física das escolas, pois muitas salas estão superlotadas, e algumas escolas estão em completo estado de abandono, os alunos estão desestimulados, isso é ruim para todos os envolvidos, tanto para alunos quanto para os professores”. Disse Marcos Libório.

Continua depois da Publicidade

A versão

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc), afirmou que conforme diretrizes do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacional Anísio Teixeira (Inep), o Enem não é para ranquear rendimentos de estados e que não pode ser tomado como parâmetro para diagnosticar o ensino das redes públicas do País.

Continua depois da Publicidade