Facebook e YouTube começam a disputar o mercado de vídeos

Elas praticamente se tornaram o centro do mundo digital. As redes sociais – e o Facebook em particular – se transformaram em mais que ponto de encontro. Viraram fórum para política, espaço para negócios e até espaço para “terapia sentimental”. O Facebook é grande protagonista. Em 2015, a rede de Mark Zuckerberg alcançou mais de 1 bihão de usuários e caminha a passos largos para ser uma das ferramentas mais usadas da história da humanidade.

Quem vem logo atrás é o YouTube – que acabou também sendo considerado uma rede social – só que focada em vídeos. Aliás, essa é a disputa que promete esquentar em 2016. As duas maiores, Facebook e YouTube vão travar uma batalha para ver quem manda no vídeo online mundial. Por enquanto, a propriedade do Google tem a dianteira. Mas, não dá para saber por quanto tempo.

Continua depois da Publicidade

Outras redes também ganharam força nesse ano. Foi o caso do Instagram – que também pertence a Mark Zuckerber – do Snapchat, que caiu no gosto da moçada mais jovem. E, é claro, do WhatsApp – outra propriedade de Zuckerberg. Você acha que ele manda pouco nesse mundo?

O WhatsApp também explodiu em 2015. Alcançou 1 bilhão de usuários em todo mundo. E, no Brasil, esteve no centro de uma polêmica, quando a justiça determinou o bloqueio do mecanismo por 48 horas – que acabaram virando 10, mas foram suficientes para causar uma verdadeira comoção.

Quem perdeu força em 2015 – especialmente no Brasil – foi o Twitter. Com a expansão do Facebook, o Twitter parece não ter encontrado maneiras de encarar – prova são as sucessivas desvalorizações de suas ações na bolsa de valores.

Continua depois da Publicidade

2015 também foi um anos importante para nós, do Olhar Digital, nas redes sociais. Nos tornamos a maior página dedicada a informações de tecnologia do mundo, dentro do Facebook. Motivo de orgulho para nós e de agradecimento a todos vocês!

Fonte: Olhar Digital

Continua depois da Publicidade