Jack Ma reaparece e ações do Alibaba sobem 8%

A aparição foi suficiente para fazer com que as ações do Grupo Alibaba subissem na Bolsa de Hong Kong.

E eis que depois de um sumiço de três meses, Jack Ma deu as caras. Bom, não daquela maneira que muitos estavam acostumados, mas ele reapareceu. Mais precisamente neste quarta-feira (20), quando ele participou de uma cerimônia para professores de áreas rurais na China. E foi suficiente para fazer com que as ações do Grupo Alibaba subissem mais de 8% na Bolsa de Hong Kong.

Em um vídeo de 36 segundos, Ma, vestindo um suéter azul marinho, aparece falando aos professores – ele mesmo foi professor de inglês antes de fundar o Grupo Alibaba – tendo uma parede cinza e um quadro ao fundo. Depois da mensagem, o vídeo mostra imagens, datadas no dia 10 de janeiro, de uma visita do executivo a uma escola no condado de Tonglu, mais precisamente na cidade de Hangzhou, capital da província de Zheijang, localizado na costa leste da China. Tanto a Alibaba, quanto a Ant Group – fintech do conglomerado – confirmaram a veracidade do material.

Continua depois da Publicidade

A aparição surpresa de Ma fez com que o seu nome virasse um dos “trend topics” na Weibo, uma das mais populares redes sociais chinesas.

Criticou, sumiu
Depois de um “sincericídio” contra os bancos e fiscalizadores financeiros da China, Jack Ma entrou na mira do governo daquele país. Desde então, seu império digital, o Alibaba Group, vem sofrendo uma ofensiva regulatória tão pesada que fez com que o executivo sumisse da vista do público nos últimos meses. E isso foi notado com mais força depois que ele cancelou a sua participação de um programa de TV.

Continua depois da Publicidade

Segundo o jornal Financial Times, em novembro último, Ma foi substituído como juiz no episódio final de um game show para empreendedores chamado de Africa’s Business Heroes – atração em que ele era um dos principais entusiastas. A cobertura da notícia sobre a ausência de Ma do programa e da vista do público gerou especulações no Twitter – que está bloqueado na China. No entanto, o tema não foi um trending topic significativo nas redes sociais da China continental, onde tópicos sensíveis estão sujeitos a censura.

Mais famoso empresário de Tecnologia da China, Ma não aparecem em público desde um fórum realizado no final de outubro em Xangai. Lá, ele atacou o sistema regulatório da China, em um discurso que o colocou em rota de colisão com autoridades, resultando na suspensão de um IPO de US$ 37 bilhões do Ant Group, a poderosa fintech do grupo Alibaba, e que seria a maior oferta pública de ações da história.

Continua depois da Publicidade

Os reguladores chineses se concentraram nos negócios de Ma desde seu discurso de outubro, incluindo o lançamento de uma investigação antitruste no Alibaba. Além disso, ordenaram que a Ant Group tornasse seus empréstimos e outros negócios de financiamento ao consumidor mais transparentes e exigiram a criação de uma holding em separado para atender às exigências de abertura capital. Para completar, foram compilados relatórios, incluindo um sobre como a fintech havia usado produtos financeiros digitais como o Huabei, um serviço de cartão de crédito virtual, para incentivar os pobres e os jovens a acumular dívidas.

Resultado: o Ant Group precisou suspender seu IPO dois dias antes da ansiosamente aguardada estreia nos mercados de Xangai e Hong Kong. E Jack Ma deixou de adicionar, pelo menos, US$ 27 bilhões ao seu patrimônio líquido.

Fonte: Canaltech