Pesquisar por em AM POST

Economia

Paulo Guedes critica mudanças no texto da reforma da Previdência

Segundo o ministro, os ajustes feitos por parlamentares diminuiu o valor da economia em 10 anos de R$ 1.100 trilhões para R$ 880 bilhões, o que comprometeria a “Nova Previdência”.

  • Por AM POST

  • 17/06/2019 às 12:00

  • Atualizado em 18/06/2019 às 14:18

  • Leitura em 1 minuto

Na sexta-feira (14), o ministro da Economia Paulo Guedes reclamou que os nobres parlamentares cortaram mais do que podiam da Reforma da Previdência, diminuindo o valor da economia em 10 anos de R$ 1.100 trilhões para R$ 880 bilhões, o que comprometeria a “Nova Previdência” tão alardeada pela equipe econômica.

Como o valor de R$ 220 bilhões é uma senhora diferença, tá justificada a reclamação, principalmente se levarmos em conta que retiraram também da reforma os Estados e Municípios, o que poderá levar a mais de 5 mil tipos diferentes de reformas previdenciárias e a manutenção das “regalias” das castas mais privilegiadas do serviço público brasileiro.

PUBLICIDADE

Quanto a indignação, talvez o verdadeiro motivo seja que minutos antes da entrevista, o ministro Guedes em palestra para mais de 300 empresários brasileiros e italianos, disse que para combater o dirigismo estatal de décadas, motivo da recente “tragédia brasileira”, a principal característica da gestão do governo seria a “descentralização de inteligências”, com o Brasil começando um novo movimento, pois a Reforma da Previdência irá passar e com ela o horizonte fiscal de 10 a 15 anos à frente clareou”.

Fonte: O globo

O AM Post apoia a causa autista

O autismo não limita as pessoas. Mas o preconceito sim, ele limita a forma com que as vemos e o que achamos que elas são capazes.

- Letícia Butterfield

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank