Pesquisar por em AM POST

Economia

Receita adia início da autorregularização de dívidas

Prazo, que começaria na terça (2), terá início amanhã.

  • Agência Brasil

  • 04/01/2024 às 10:15

  • Atualizado em 04/01/2024 às 09:45

  • Leitura em dois minutos

A Receita Federal informou que o início da adesão dos contribuintes ao programa de autorregularização incentivada de tributos foi adiado para sexta-feira (5). Inicialmente previsto para começar nesta terça-feira (2), o prazo foi postergado devido a problemas técnicos que impediram a disponibilização do formulário de adesão.

O programa, criado pela Lei 14.740 e sancionado em novembro de 2023, permite que os contribuintes reconheçam a existência de débitos, paguem apenas o valor principal e desistam de possíveis ações judiciais em troca do perdão de juros e multas de mora e de ofício, além da não realização de autuações fiscais.

PUBLICIDADE

O período de adesão se estenderá até 1º de abril, e tanto pessoas físicas quanto empresas podem participar. A dívida consolidada poderá ser quitada com desconto de 100% das multas e juros, com o contribuinte efetuando o pagamento de 50% do débito como entrada e parcelando o restante em 48 meses.

A Receita Federal assegura que o adiamento do início da adesão não afeta os incentivos que os contribuintes podem obter por meio da autorregularização. A solicitação de adesão deve ser realizada pelo portal do Centro Virtual de Atendimento da Receita Federal (e-CAC).

O programa abrange quase todos os tributos administrados pela Receita Federal, com exceção das dívidas do Simples Nacional, destinado a micro e pequenas empresas. Tributos não constituídos até 30 de novembro de 2023 e mesmo aqueles que o Fisco tenha iniciado procedimento de fiscalização podem ser incluídos. Além disso, tributos constituídos entre 30 de novembro de 2023 e 1º de abril de 2024 também são passíveis de autorregularização.

PUBLICIDADE

O contribuinte terá a possibilidade de abater créditos tributários da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), limitados a 50% da dívida consolidada, e também poderá utilizar créditos de precatórios, dívidas do governo reconhecidas pela Justiça. A redução de multas e juros não será computada na base de cálculo de diversos impostos, como Imposto de Renda Pessoa Jurídica, CSLL, PIS, Pasep e Cofins.

A Receita Federal estabeleceu critérios para exclusão do programa, incluindo a inadimplência de três parcelas consecutivas ou seis alternadas. Deixar de pagar uma parcela, mesmo estando quitadas as demais, também resultará na exclusão da autorregularização.

PUBLICIDADE

O AM Post apoia a causa autista
blank

O autismo é um Universo Paralelo que incessantemente pede permissão para fixar-se no terreno dos saberes.

- JESUS,D.F

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank