Pesquisar por em AM POST

Amazonas

Reunindo mais de 1,8 mil servidores, Seduc promove 1º Encontro de Merendeiros da rede pública estadual

O evento busca valorizar o trabalho exercido pelos profissionais.

  • Por AM POST

  • 01/02/2017 às 11:58

  • Leitura em quatro minutos

Buscando valorizar o trabalho exercido pelos merendeiros que atuam nas escolas da rede pública estadual na capital e no interior do Estado, a Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (SEDUC) deu início, nesta quarta-feira (1º), ao primeiro Encontro de Merendeiros da rede estadual de ensino. O evento reunirá mais de 1,8 mil profissionais que cuidam do preparo e distribuição da merenda escolar.

O evento, que seguirá até o dia 3 de fevereiro, está sendo promovido pelo Centro de Formação Profissional Padre José de Anchieta (Cepan), da SEDUC, por meio de sua Gerência de Formação e será direcionado a 970 merendeiros que atuam na capital e 900 que exercem a função nos municípios do interior do Estado.

PUBLICIDADE

A iniciativa da Secretaria, de acordo com uma das coordenadoras do evento, Adriana Passos Moreno, visa, acima de tudo, valorizar o importante trabalho desempenhado por esses profissionais. “Esse encontro tem como objetivo valorizar o trabalho dos merendeiros, fazendo com que eles também se sintam participantes do processo educacional, uma vez que lidam diretamente com crianças e adolescentes diariamente. Além de propormos várias reflexões para esses servidores, o encontro abordará, dentre outras temáticas, as boas práticas de higiene na cozinha”, explicou Adriana.

Na capital, os merendeiros participam do evento divididos pela Coordenadoria Distrital de Educação em que atuam. Nesta quarta-feira, participam os servidores das Coordenadorias de 1 a 4; na quinta-feira, será a vez dos merendeiros que atuam nas Coordenadorias 5,6 e 7; e na sexta-feira, encerrando as atividades, o encontro será transmitido via Centro de Mídias de Educação para os merendeiros que atuam no interior do Estado.

A abertura do evento, nesta quarta-feira, foi marcado pela palestra “Eu enquanto educador”, ministrada pela psicóloga Dilza Santos, que atua na empresa “Perfil Psicologia & Bem-estar”.

PUBLICIDADE

Segundo a psicóloga, eventos como esse são muito relevantes para reforçar as relações interpessoais no dia-dia desses servidores. “O objetivo da palestra foi reforçar as relações interpessoais com os profissionais da merenda escolar, que atuam diretamente com os alunos, destacando a importância da empatia, do trabalho em equipe, fazendo com que o ambiente profissional seja mais receptivo, mais acolhedor. Acredito que encontros como esse são muito relevantes e têm grande valor profissional para esses servidores”, afirmou Dilza Santos.

O encontro contará ainda com uma palestra sobre “Boas práticas de higiene na cozinha”, cuja proposta é relembrar os requisitos higiênico-sanitários das instalações da cozinha, bem como dos equipamentos e utensílios, evitando a contaminação de alimentos, fazendo o manejo adequado dos resíduos e zelando pela qualidade do alimento preparado. A palestra será ministrada pela nutricionista do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Dionísia Nagahama.

PUBLICIDADE

Participação

Para a merendeira Neidir Andes Nogueira, que exerce a profissão há 10 anos e atualmente atua na Escola Estadual Divina Providência, o evento ajuda não só a valorizar o servidor, mas também propõe a troca de conhecimento.

PUBLICIDADE

“Como merendeira, me preocupo sempre em falar para os alunos a importância que têm os alimentos, principalmente porque contamos com uma alimentação de qualidade, bastante diversificada. Esse encontro é muito importante para valorizar o nosso trabalho, para que possamos expor o nosso conhecimento e melhorar cada vez mais, pois para mim, esse trabalho é feito com muito amor, como se estivesse cozinhando na minha própria casa”, contou a servidora.

Também participando do evento, o merendeiro Sener Augustave, que está atualmente na Escola Estadual Coronel Cândido Mariano (CMPM V), o evento está sendo uma fonte de aprendizado. “Considero o encontro muito relevante, porque ouvimos as experiências de outros profissionais e isso contribui para melhorar o nosso trabalho”, ressaltou.

O AM Post apoia a causa autista
blank

A mente de uma criança com Transtorno do Espectro Autista pode ser associada a um quebra-cabeças. Parece difícil de entendê-la no primeiro momento. Porém, quando utilizamos a metodologia certa as tornamos fácil e percebemos que as dificuldades podem ser superadas.

- Jorge Tertuliano

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank