Coronel pede na justiça cassação de mandato do deputado Saullo Vianna

Amadeu Soares (PPS), é suplente da vaga de Saullo e afirmou ter provas de que ele se elegeu ilicitamente.

Redação AM POST

Duas ações judiciais foram apresentadas ao Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), pedindo a cassação de mandato do deputado estadual Saullo Vianna (PPS). As ações partem do coronel Amadeu Soares (PPS), que é suplente da vaga.

Vianna foi preso no início de dezembro do ano passado em investigação por crimes de corrupção e associação criminosa e só se pronunciou sobre o caso na tarde dessa terça-feira (16). Ele afirmou estar sendo perseguido por pessoas que estão tentando tomar seu mandato no tapetão.

Continua depois da Publicidade

De acordo com informações da página da jornalista Rosiene Carvalho, o coronel iniciou pedido de uma ação de investigação judicial eleitoral (Aije) e uma Ação de impugnação de mandato eletivo (Aime). As duas seguem em segredo de justiça e ainda segundo a jornalista envolvem as acusações do processo que causou a prisão temporária de Saullo após a eleição.

Confronto
O coronel contestou vídeo de defesa do deputado e afirmou ter provas de que ele se elegeu ilicitamente. Amadeu disse que Saullo não pode ser chamado de inocente porque trapaceou e cometeu fraudes no processo eleitoral.

Em tréplica, Vianna retrucou a fala do coronel dizendo que não cometeu nenhuma ato ilícito e que sua defesa está trabalhando junto à Justiça para resgatar a verdade.

Continua depois da Publicidade

“O desespero está fazendo com que aqueles que querem tomar meu mandato no tapetão saiam das sombras.Todos conhecem os métodos sujos e truculentos desses que aí estão me atacando”, destacou em nota.