AM POST sofre intimidação de advogado de David Almeida após postagens sobre o candidato a prefeito

Mensagens de intimidação foram enviadas ao canal de denúncias do portal no Whatsapp referindo-se a matérias publicadas sobre David Almeida.

Redação AM POST

Chegou ao canal de denúncias da redação do Portal AM POST no aplicativo Whatsapp, na noite de terça-feira (3), mensagens em tom de ameaça após repercussão de reportagens sobre o candidato a prefeito de Manaus, David Almeida (Avante).

As mensagens enviadas por um advogado, identificado apenas com Hilder, integrante da equipe do candidato, falam que equipe jurídica está tomando providencias contra o AM POST. Ele também enviou foto de documento pessoal do dono do portal como forma de intimidação.

Continua depois da Publicidade

Na terça-feira (3), o AM POST publicou matérias que mostram que David Almeida, ex-governador interino do Amazonas por quatro meses em 2017, usufrui do benefício de uma lei sancionada na calada da noite pelo também ex-governador Amazonino Mendes, quando faltavam quatro dias para o fim do seu último mandato, em 27 de dezembro de 2018, e garante três assessores e sete policiais militares pagos pelo Estado a cada ex-chefe do executivo.

O AM POST repudia a campanha de intimidação que vem sofrendo da equipe de David Almeida e ressalta seu direito a liberdade de imprensa. Equipe jurídica do portal vai tomar providencias cabíveis.

Outro caso
Nessa sexta-feira (6) um assessor de David Almeida, ofendeu a diretora da Revista Cenarium, Paula Litaiff chamando-a de uma “FDP” durante processo de apuração de pautas jornalísticas. A ligação feita pelo editor-executivo da revista, Luís Henrique Oliveira, estava em viva voz e outros funcionários ouviram a ofensa na redação.

Continua depois da Publicidade

Atualmente, a revista trabalha em pautas relacionadas ao ex-deputado David Almeida, que foi presidente da Assembleia Legislativa do Estado (ALE/AM) e governador interino do Amazonas no período de 9 de maio a 4 de outubro de 2017.

Uma queixa-crime contra a assessoria do candidato a prefeito foi ajuizada por advogado do veículo de comunicação.