Chico Preto tem pedido de candidatura negado pelo Ministério Público Eleitoral

A defesa do parlamentar recorreu, no entanto, o órgão manteve a decisão de suspender sua candidatura.

Redação AM POST

O Ministério Público Eleitoral manteve posicionamento de impugnar a candidatura à Prefeitura de Manaus, do vereador Chico Preto (DC). Na decisão o órgão sustentou, que o candidato se encontra inelegível tendo em vista que foi condenado por conduta vedada nos autos do Processo TRE/AM nº 2237- 2.2014.6.04.0000, em decisão colegiada publicada em 11/07/2017.

Foi usado como justificativa o assassinato do sargento José Cláudio da Silva, o Caju, ocorrido em 2017 em frente à sede do PMN (partido que Chico Preto fazia parte), enquanto o policial acompanhava a esposa do parlamentar, que havia sacado R$ 34 mil para pagar despesas de campanha do candidato. O crime foi praticado por dois criminosos.

Continua depois da Publicidade

A defesa do parlamentar recorreu, no entanto, o órgão manteve a decisão de suspender sua candidatura e determinou a aplicação de multa de R$ 25 mil.

Apesar da decisão contrária Chico Preto disse que pretende seguir na disputa e o que importa, no momento, é o julgamento do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

*Com informações do Em Tempo

Continua depois da Publicidade