David Almeida é favorecido por decisões de juíza da Propaganda Eleitoral

A maioria das decisões favoráveis ao político são assinada pela juíza Coordenadora da Propaganda Eleitoral, Sanã Almendros de Oliveira.

Redação AM POST

Blogs e portais de Manaus estão sofrendo restrição nas matérias jornalísticas contra o candidato a prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), que tem movido várias ações judiciais e na maioria assina as decisões favoráveis ao político, a juíza Coordenadora da Propaganda Eleitoral, Sanã Almendros de Oliveira. Inclusive, os despachos de outro juiz tomaram como base as decisões da magistrada.

Continua depois da Publicidade

No primeiro turno da eleição municipal advogados da coligação “Pra volta a acreditar”, do então candidato a prefeito Ricardo Nicolau (PSD), levantaram suspeitas sobre a atuação da juíza. Segundo eles, em um caso de direito de resposta, a magistrada atuou para beneficiar adversário de Nicolau e teria provocado insegurança jurídica no processo eleitoral.

David Almeida tem classificado tudo como “fake news”, até mesmo reportagens respaldadas com documentos oficiais que não podem ser chamadas de fake.

Foi oficializada à Ouvidoria do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) uma reclamação da Revista Cenarium contra as decisões judiciais do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) em que mandam excluir matérias respaldas com documentos e imagens da versão on-line da revista, sem ouvir os jornalistas, em pedidos de liminares de David Almeida.

Continua depois da Publicidade