David Almeida foge de convocação da Assembleia para explicar fraudes na saúde em seu governo

Os parlamentares querem passar a limpo as denúncias de corrupção envolvendo o nome do candidato.

Redação AM POST

O candidato a prefeito de Manaus pelo Avante, David Almeida, fugiu da convocação da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE) para dar explicações sobre a denúncia de fraudes na Secretaria Estadual de Saúde (Susam) ocorridas em 2017, durante o governo interino dele. O pedido de convocação foi apresentado pelo deputado estadual Fausto Jr, que foi relator da CPI da Saúde e investigou denúncias de contratos superfaturados na Saúde Pública do Amazonas.

Continua depois da Publicidade

David Almeida era esperado para dar esclarecimentos nesta quinta-feira (26) de manhã, quando seria sabatinado pelos deputados.

Os parlamentares querem passar a limpo as denúncias de corrupção envolvendo o nome de David Almeida, que em 2017 foi governador interino do Amazonas após a cassação do ex-governador José Melo.

David Almeida teria que explicar as fraudes encontradas pela CPI da Saúde, que descobriu o superfaturamento de cirurgias em mulheres nos municípios de Envira, Ipixuna e Guajará, onde o governo pagou R$ 800 mil para atender 91 pacientes.

Continua depois da Publicidade

De acordo com as investigações da CPI, David Almeida acobertou fraudes praticadas pela empresa Norte Serviços Médicos S.A, que foi contratada pela Susam para cuidar de pacientes com suspeita de câncer de colo uterino.

Segundo foi revelado pela CPI , David sabia do preço superfaturado cobrado pelos exames: enquanto clínicas particulares cobravam R$ 1,3 mil por pelos exames ginecológicos de Colposcopia/Conização, o governo de David Almeida pagou R$ 8.,6 mil por cada atendimento.

Continua depois da Publicidade

Isso significa que o esquema de corrupção montado na Susam desviou mais de R$ 800 mil em apenas três dias se serviço.

Fausto Jr. disse que a convocação de David Almeida tem o objetivo de passar a limpo as denúncias que recaem sobre o ex-governador. “Será a chance de David Almeida se explicar para a sociedade e mostrar o que realmente aconteceu na época que ele comandou o Estado”, afirmou Fausto Jr., na última semana.

Continua depois da Publicidade

“O povo precisa saber se David Almeida, que na época era governador, tinha conhecimento ou participação dos esquemas de corrupção, contratos fraudulentos, entre outras fraudes e ilicitudes cometidas no âmbito da secretaria de saúde durante seu governo”, justificou o parlamentar.

Durante a CPI da Saúde, David Almeida pediu para depor na comissão, mas os deputados que participavam da investigação rejeitaram o requerimento do ex-governador interino.
O então presidente da CPI, deputado Péricles (PSL), alegou, na ocasião, que a comissão não investigava pessoas, mas “fatos supostamente ilegais”. Péricles também disse que David Almeida poderia ser convocado, “Desde que, no futuro, algum fato irregular relacionado a ele” fosse apurado pela CPI.