Empatado no 2º lugar, Ricardo Nicolau comemora crescimento no Ibope

Foram ouvidos 504 eleitores entre os dias 9 e 10 de novembro.

Redação AM POST

O candidato Ricardo Nicolau se pronunciou, na noite desta quarta-feira (11), sobre o resultado da Pesquisa Ibope – que apontou empate técnico entre os candidatos a prefeito de Manaus. Segundo o instituto, Ricardo Nicolau cresceu mais uma vez e está mais perto do segundo turno. Os números apresentados pelo Ibope explicam o motivo do desespero dos candidatos para atacar o candidato da coligação ‘Pra Voltar a Acreditar’, que está confiante na aprovação das pessoas por onde passa.

“As pessoas estão cansadas dos velhos caciques com as mesmas promessas de sempre. O que eu mais ouço é que elas querem uma prefeitura que trabalhe de verdade. Manaus não quer saber de politicagem; Manaus precisa de gestão, de bons projetos e novas ideias. E isso a gente tem demonstrado durante toda a nossa campanha e explica o nosso crescimento até o segundo turno”, vibrou Ricardo Nicolau.

Continua depois da Publicidade

Nas últimas semanas, enquanto Ricardo Nicolau crescia nas pesquisas, os adversários partiram para o ataque contra o candidato e sua família, usando notícias falsas, as chamadas Fake News. Por outro lado, Ricardo Nicolau, diz que manteve uma campanha limpa, apresentando mais propostas e projetos para Manaus.

Quem tem uma das maiores rejeições é o ex-governador quatro vezes e ex-prefeito três vezes, Amazonino Mendes: 30% declararam não votar em Amazonino de jeito nenhum, o que deve ser determinante no segundo turno. Ricardo Nicolau, por exemplo, tem uma das menores rejeições, com menos da metade de Amazonino, 14%.

Pesquisa

Continua depois da Publicidade

Foram ouvidos 504 eleitores entre os dias 9 e 10 de novembro. Encomendada pela Rede Amazônica, a pesquisa está registrada na Justiça Eleitoral sob o número AM-04545/2020. O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro.

*Com informações da assessoria