“Se o Aliança estiver sem candidatos, ficarei fora das eleições municipais”, diz Bolsonaro

O presidente afirmou ainda que não viajará pelo Brasil para participar de eventos em apoio à criação do legenda.

ESTADÃO CONTEÚDO

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira, 15, que não vai se “meter” nas eleições municipais de 2020 caso não haja candidatos do Aliança Pelo Brasil, partido que ele deseja tirar do papel a tempo do pleito. “Se meu partido não tiver candidato, não vou me meter em política municipal no corrente ano, ponto final”, disse Bolsonaro em frente ao Palácio da Alvorada.

Continua depois da Publicidade

O presidente afirmou que não viajará pelo Brasil para participar de eventos em apoio à criação do Aliança. Também disse não ter decidido se irá a encontro do partido em Brasília no próximo sábado, dia 18.

Bolsonaro voltou a declarar que candidatos do Aliança não usarão recursos do fundo eleitoral. O presidente já sinalizou que, apesar de contrariado, sancionará no Orçamento de 2020 o fundo de R$ 2 bilhões para as eleições. O valor foi proposto pelo próprio governo federal.

“A gente espera, brevemente, criar um novo partido, que não vai ter fundão neste ano, nem em 2022. A gente não vai usar, porque é um dinheiro que sai, realmente, do povo, que podia ser aplicado melhor em outro local”, disse.

Continua depois da Publicidade

O Aliança planeja realizar eventos para coleta de assinaturas de apoio em 21 Estados até o fim de fevereiro. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) precisa aprovar a criação da sigla até o fim de março para que o partido consiga lançar candidatos às eleições municipais.