• STF recebe pedido para ouvir Bolsonaro em breve em inquérito sobre suposta interferência na PF

    O pedido foi feito pela Polícia Federal e está em análise pelo Supremo.
    24/06/2020 08h01 - Updated 24/06/2020 08h01

    Photo: reproduction


    Reuters

    A Polícia Federal pediu ao ministro Celso de Mello, of the Federal Supreme Court (STF), para tomar em breve o depoimento do presidente Jair Bolsonaro como uma das últimas diligências a serem cumpridas no inquérito que investiga suposta interferência de Bolsonaro no comando da PF, segundo documento obtido pela Reuters nesta terça-feira.

    "I inform your Excellency that investigations are at an advanced stage, reason why in the coming days the hearing of Mr. Jair Messias Bolsonaro becomes necessary, President", said the letter sent by the PF delegate Christiane Corrêa Machado to the Supreme Court.

    A assessoria de imprensa do STF informou que o gabinete do ministro Celso de Mello, relator do inquérito, vai analisar o pedido da Polícia Federal.

    A PF ainda não definiu se Bolsonaro será ouvido pessoalmente ou por escrito, conforme defende o procurador-geral da República, Augusto Aras, segundo relatou uma fonte à Reuters anteriormente. Ainda não há uma data definida para que a PF colha o depoimento de Bolsonaro.

    Aberto inicialmente no final de abril, após denúncia feita pelo ex-ministro da Justiça Sergio Moro, o inquérito sobre suposta interferência de Bolsonaro na PF foi prorrogado pelo ministro do STF no último dia 8 for more 30 days. Vários depoimentos já foram colhidos na investigação.

    The highlight of the polls was the video made public, by determination of Celso de Mello, of a ministerial meeting of the day 22 of April, na qual Moro disse ter sido ameaçado por Bolsonaro de demissão diante da pressão por troca na PF. The president denies the charges and said he was referring to his personal safety.

    The president, que criticou o relator do caso no STF, already publicly asked for the investigation to be closed. Caberá ao procurador-geral da República decidir se denuncia Bolsonaro ao final das investigações ou se arquiva o caso.


    *** If you are in favor of a totally free and impartial press, collaborate by enjoying our page on Facebook and frequently visiting the AM POST.


    Facebook

    economy

    Contact Terms of use