• Subprocuradora-geral diz que ilícitos investigados na compra de respiradores no AM foram comandados e orientados por Wilson Lima

    Lindôra Araújo sustenta que as investigações permitiram, until now, “evidenciar que se está diante da atuação de uma verdadeira organização criminosa”.
    30/06/2020 11h31 - Updated 30/06/2020 19h11

    Photo: reproduction


    Newsroom AM POST *

    A subprocuradora-geral da República, Lindôra Araújo, comentou sobre envolvimento do governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC) em suposto esquema de fraude e desvio na compra de respiradores para ajudar no enfrentamento à Covid-19 no Estado. A Polícia Federal e o Ministério Público Federal cumprem nesta terça-feira (30) mandados de busca e apreensão na deflagração da Operação Sangria.

    “Os fatos ilícitos investigados têm sido praticados sob o comando e orientação do governador do estado do Amazonas, Wilson Lima, o qual detém o domínio completo e final não apenas dos atos relativos à aquisição de respiradores para enfrentamento da pandemia, mas também de todas as demais ações governamentais relacionadas à questão, no bojo das quais atos ilícitos têm sido praticados”, destaca Lindôra Araújo.

    No requerimento das cautelares, a subprocuradora-geral sustenta que as investigações permitiram, until now, “evidenciar que se está diante da atuação de uma verdadeira organização criminosa que, instalada nas estruturas estatais do governo do estado do Amazonas, serve-se da situação de calamidade provocada pela pandemia de covid-19 para obter ganhos financeiros ilícitos, em prejuízo do erário e do atendimento adequado à saúde da população”.

    Estão sendo apuradas suspeitas da prática de peculato, offenses of the bidding law, organization criminally, money laundry, and crimes against the financial system.

    *Com informações do MPF-AM


    *** If you are in favor of a totally free and impartial press, collaborate by enjoying our page on Facebook and frequently visiting the AM POST.


    Facebook

    economy

    Contact Terms of use