• Campanha de combate às queimadas já esteve em 20 municípios do Amazonas e beneficiou mais de 8 mil famílias

    O objetivo de sensibilizar a população para reduzir os focos de queimadas e consequente fumaça, que são riscos à saúde humana.
    21/10/2016 15h15 - Actualizado 22/10/2016 14h02

    Foto: divulgar


    O Instituto de Proteção Ambiental do Estado do Amazonas (IPAAM) vem promovendo, desde julho deste ano, a campanha “Diga não ao fogoVocê também é responsável”, que já alcançou 20 municípios amazonenses e beneficiou 8.426 familias. Os municípios que receberam a campanha até o momento foram: Itacoatiara, Urucurituba, Caapiranga, Iranduba, Autazes, Manaquiri, Autazes, Careiro da Várzea, Careiro marrón, Rio Preto da Eva, New Airão, Parintins, Nhamundá, Uarini, Coari, Tefé, Humaita, Maués, Boa Vista do Ramos e Barreirinha.

    O objetivo de sensibilizar a população para reduzir os focos de queimadas e consequente fumaça, que são riscos à saúde humana e impactos negativos ao meio ambiente. Na próxima terça-feira, 25, a equipe de Educação Ambiental estará no município de Presidente Figueiredo, até o dia 27, realizando a campanha na área urbana e nas comunidades São Miguel, em Balbina, e Jardim Floresta, localizada na BR-174.

    No período de 7 una 11 desde noviembre, a equipe estará em áreas rurais do município de Manicoré, localizado no sul do Amazonas. São realizadas palestras para a comunidade e abordagens nas áreas urbanas e rurais com lideres comunitários, professores, estudantes e representantes de instituições públicas e privadas, com distribuição de material educativo. São afixados cartazes nas feiras, empreendimentos comerciais, escolas e instituições governamentais e não-governamentais.

    As ações educativas fazem parte do Plano de Prevenção, Controle e Combate às Queimadas no Amazonas, do qual participam também Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Batalhão Ambiental da Polícia Militar, Batalhão de Incêndios Florestais, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil do Estado, secretarias municipais de meio ambiente, secretarias municipais de educação, Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Ejecución), Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Secretaria de Estado de Saúde (Sésamo) e Fundação de Vigilância em Saúde (FVS).


    *** Si estás a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitando frecuentemente el AM POST.


    Facebook

    economía

    Contacto Terminos de uso