• Cantor Paulo Ricardo é acusado de dar ataque de estrelismo durante voo para Manaus

    Ele teria se negado a embarcar com moradores locais em um voo fretado por sua produção que teria alegado que ele é ‘cantor global’.
    28/01/2020 14h26 - Actualizado 29/01/2020 12h41

    Foto: reproducción


    Sala de prensa AM POST *

    O cantor Paulo Ricardo teria dadoum chiliquenessa segunda-feira (27), na hora de deixar a cidade de Barcelos (distante 405 kilómetros de la capital), no alto rio Negro, onde se apresentou no fim de semana no Festival do Peixe Ornamental, ao se negar a embarcar com moradores locais em um voo fretado por sua produção. A informação foi divulgada pelo site BNC Amazonas e replicada pela coluna do jornalista, Leo Dias, no UOL.

    De acordo com o produtor Renato Costa, que viajou junto com o artista, a confusão aconteceu devido ao excesso de bagagem da equipe, equipamento musical e de som. A organização do evento no qual Paulo Ricardo se apresentou pediu à produção do cantor para ceder os lugares vagos no avião para algumas pessoas que gostariam de retornar à Manaus.

    Segundo matéria do BNC o cantor alegou quea situação iria lhe impor constrangimentomesmo o avião tendo 40 pessoas e 26 assentos vagos. O site também afirma que Renato Costa alegou queo artista dele era cantor global e não poderia viajar com estranhos”.

    Procurado pelo colunista Leo Dias, o produtor disse que tudo não passou de um grande mal-entendido. Ele explicou que o avião fretado pela produção de Paulo Ricardo tinha capacidade para 30 pessoas e havia 16 profissionais do artista embarcado. Sin embargo,, as 14 poltronas vagas estavam ocupadas com equipamento de som, já que o porão estava cheio com a bagagem dos passageiros, objetos que ornamentam o palco e instrumentos musicais. Con eso, a aeronave atingiu o peso máximo permitido para voo.

    A assessoria de imprensa de Paulo Ricardo emitiu nota falando sobre o caso e disse que a segurança de todos que estão na aeronave é fundamental.

    Como é previsto em contrato da empresa, não permitimos outras pessoas, que não sejam da banda, viajarem nos meios de transporte contratados para o show. A questão de segurança de todos que estão na aeronave é fundamental. Na situação ocorrida, o número de passageiros tinha também o peso do equipamento. Además, quando se freta um avião para uso particular é obrigatório o envio, com antecedência, dos nomes e documentos de todos os passageiros, além da descrição da carga e peso de cada um”, diz a nota oficial que ainda acrescenta: “O cantor Paulo Ricardo em momento nenhum teve uma atitude preconceituosa. O show foi realizado com sucesso e a Prefeitura da cidade de Barcelos está de parabéns por todo o cuidado e a estrutura maravilhosa: desde a logística, palco, som, luz, hotel, tudo foi ótimo. Gostaríamos de agradecer também à população pelo carinho durante a apresentação”.


    *** Si estás a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitando frecuentemente el AM POST.


    Facebook

    economía

    Contacto Terminos de uso