• Registros de Brasil 38.693 novos casos de Covid-19 e mais 1.109 fallecidos

    O país é o segundo país do mundo com maior número de casos e mortes devido ao vírus.
    27/06/2020 18h35 - Actualizado 28/06/2020 15h14

    Foto: reproducción


    Reuters

    O Brasil registrou neste sábado 38.693 casos de coronavírus, o que eleva o total no país para 1,3 milhão de registros, de acordo com o Ministério da Saúde.

    Foram contabilizados ainda 1.109 óbitos decorrentes da Covid-19 neste sábado, com o total subindo para 57.070, informou o ministério.

    No sábado passado, o país havia registrado 1.022 mortes por Covid-19.

    Na véspera, quando o Brasil teve o segundo maior número de casos diários de coronavírus desde o início da pandemia, foram contabilizadas 46.860 nuevas infecciones, além de 990 Fallecidos.

    O Brasil é o segundo país do mundo com maior número de casos e mortes devido ao vírus, solo detrás de los Estados Unidos, que possuem mais de 2,5 millones de infecciones confirmadas y más de 125 mil muertes.

    San Pablo, com maior número de registros, possui agora 265.581 casos y 14.263 mortes pela Covid-19, segundo números do ministério.

    El rio de janeiro, a su momento, alcanzado 108.803 infecciones y 9.789 Fallecidos, sendo acompanhado na sequência pelo Ceará, que tem 106.628 casos y 5.981 Fallecidos.

    El Brasil, todavía de acuerdo con el ministerio, Tiene 715.905 pacientes recuperados de Covid-19 y 540.692 acompañamiento.

    A doença tem avançado pelo interior brasileiro, que já é visto por especialistas como um novo epicentro do vírus —o que pode sobrecarregar os sistemas de saúde de grandes cidades, uma vez que pacientes de municípios menores buscam as capitais para tratamento.

    Apesar da aceleração da pandemia no Brasil, diversas cidades e Estados iniciaram processos de reabertura econômica e flexibilização do isolamento social.

    Segundo dados revelados nesta semana pelo ministério, cerca de 90% dos municípios brasileiros já foram atingidos pelo novo coronavírus.


    *** Si estás a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitando frecuentemente el AM POST.


    Facebook

    economía

    Contacto Terminos de uso