• Regina Duarte é processada por apologia de crimes de tortura

    A atriz foi processada por Lygia Jobim, filha do ex-diplomata José Jobim.
    23/06/2020 13h26 - Actualizado 23/06/2020 13h26

    Foto: reproducción


    Mesmo após deixar o cargo de Secretária Especial da Cultura do governo Bolsonaro, Regina Duarte ainda está tendo problemas por suas declarações polêmicas. A atriz foi processada por Lygia Jobim, filha do ex-diplomata José Jobim, sequestrado e morto durante a Ditadura Militar.

    A ação judicial se refere a uma entrevista que Duarte deu à CNN Brasil em 07 Mayo de este año. Durante a sabatina, a ex-Secretária da Cultura declarou: “Sempre houve tortura. Não se pode ficar cobrando coisas que aconteceram nos anos 60, 70, 80".

    Lygia processa Regina Duarte por apologia de crimes de tortura e terá de responder na Justiça por conta de suas declarações à emissora, segundo informações da coluna de Ancelmo Gois, do jornal O Globo.

    Para o veículo, Jobim falou a respeito da decisão. “Fiquei horrorizada com a forma como ela naturalizou a tortura — diz Lygia. —Não há liberdade de expressão que abarque a apologia a crimes. É um acinte a todos os que foram afetados pela violência”, dijo.

    A filha do diplomata ainda afirmou que o processo é por conta não apenas de sua família, mas por todos os afetados por conta das mortes e desaparecimentos de milhares de pessoas durante o período de Ditadura Militar.

    Fuente: Esto es


    *** Si estás a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitando frecuentemente el AM POST.


    Facebook

    economía

    Contacto Terminos de uso